Arbitragem é ‘destaque’, e Corinthians vence o 1º Majestoso de sua Arena

Primeiro Majestoso na Arena Corinthians, dois rivais brigando pelas primeiras posições do Brasileiro… Bons ingredientes não faltavam para o movimentado São Paulo e Corinthians deste domingo. Mas a arbitragem teve protagonismo no clássico, também, com decisões polêmicas, que tiveram participações, certas e erradas, em três dos cinco gols do jogo em Itaquera. No fim, vitória de virada do Timão, por 3 a 2, que atrapalha o rival na luta pelo título do Brasileiro, e o mantém no G4 após 23 rodadas. Os dois times tiveram importantes desfalques. Elias, com uma amigdalite, foi vetado um pouco antes do jogo, enquanto Rogério Ceni não se recuperou da tendinite no joelho esquerdo. De cara, o camisa 7 era a principal ausência, pois sem ele sua equipe não tinha velocidade para criar. O Tricolor, com bom toque de bola, saiu em vantagem na primeira decisão polêmica do árbitro Luiz Flávio de Oliveira. Uma falta duvidosa de Fágner em Alan Kardec, e que na cobrança de Kaká, após vacilo de Ralf, Souza fuzilou: 1 a 0 São Paulo. Atrás no placar, os comandados por Mano Menezes tocavam bem a bola no campo de ataque, mas sofriam para entrar na área de Denis. Danilo e Renato Augusto estavam apagados, e Guerrero precisava se desdobrar. Foi do camisa 9 o bom passe para o garoto Malcom, que de frente para o goleiro são-paulino desperdiçou grande chance. No rebote, outra decisão contestada de Luiz Flávio: Antonio Carlos, que entrara na vaga do lesionado Toloi, viu a bola tocar em seu braço, e o árbitro marcar pênalti bastante duvidoso. Na cobrança, Fábio Santos fez o gol, para empatar. Mesmo sem o mesmo volume de jogo, o Tricolor incomodava muito a marcação adversária, e assim buscou faltas nas laterais. Desta vez do lado direito, Kaká em nova cobrança levantou para a área, e a zaga corintiana marcou muito mal. Melhor para o zagueiro Edson Silva, que pegou de primeira, para recolocar o São Paulo em vantagem, em um resultado até injusto, diante da disposição das duas equipes na primeira etapa. No segundo tempo, mais uma vez o trio de arbitragem ganhou os holofotes, mas desta vez corretamente, apesar de toda a reclamação do time do Morumbi: Álvaro Pereira deu carrinho em Guerrero dentro da área, cometeu o pênalti e foi expulso. Novamente Fábio Santos na bola, e jogo novamente empatado. Com o jogo aberto, Malcom passou a ser uma boa válvula de escape para o Corinthians, e o garoto obrigou Denis a realizar uma belíssima defesa. Ele, porém, apenas assistiu à bela tabela entre Guerrero e Danilo, que encontrou o camisa 9 livre dentro da área, para virar o placar em Itaquera. Neste tenso clássico, Luiz Flávio decidiu punir Kaká por simular uma falta na entrada da área, e expulsou Fábio Santos no fim, depois de uma falta dura em Osvaldo. Esta decisão não influiu no placar, que terminou apontando a vitória do time da casa. Se para o Timão o resultado mantém a equipe no G4, agora com 40 pontos, para o São Paulo dificulta sua busca pelo título. O time ainda é o vice-líder a sete pontos do Cruzeiro, que também perdeu o clássico para o Atlético-MG, e pelo mesmo placar. Os dois times voltam a campo na próxima quarta-feira: enquanto o Corinthians pega o Figueirense, em Florianópolis (SC), o Tricolor receberá o Flamengo, no Morumbi, ambos às 22h. FICHA TÉCNICA CORINTHIANS 3 X 2 SÃO PAULO Local: Arena Corinthians, São Paulo (SP) Data/hora: 21/9/2014, às 16h00 Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira (SP) Assistentes: Marcelo Carvalho Van gasse (SP) e Rogério Zanardo (SP) Público/renda: 34.688 pagantes / R$ R$ 2.405.986,50 Cartões amarelos: Guerrero, Bruno Henrique (COR); Alvaro Pereira, Edson Silva, Ganso, Kaka (SAO) Cartões vermelhos: Fabio Santos (COR); Alvaro Pereira (SAO) GOLS: Souza, 5’/1ºT (0-1); Fábio Santos, 35’/1ºT (1-1); Edson Silva, 441/1ºT (1-2); Fabio Santos, 20’/2ºT (2-2) e Guerrero, 27’/2ºT (3-2). Corinthians: Cássio, Fagner, Anderson Martins, Gil e Fábio Santos; Ralf, Bruno Henrique, Renato Augusto e Danilo (Uendel, 41’/2ºT); Malcom (Luciano, 36’/2ºT) e Guerrero (Romero, 47’/2ºT). Técnico:Mano Menezez São Paulo: Dênis, Auro, Rafael Toloi (Antônio Carlos, 22’/1ºT), Edson Silva e Alvaro Pereira; Denilson (Osvaldo, 36’/2ºT), Souza, Ganso e Kaká; Alan Kardec e Luis Fabiano (Michel Bastos, intervalo).Técnico: Muricy Ramalho

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password