Após reabertura do comércio, internações por suspeita de covid-19 disparam em Araçatuba

Diretora-administrativa disse que movimento é muito acima do observado anteriormente.

O Hospital Unimed Araçatuba/SP registrou, de segunda-feira (1º) até ontem (4), um aumento significativo nos casos de internações por suspeita de covid-19, causada pelo novo coronavírus.

O aumento acontece no mesmo período em que o Plano São Paulo, do governo estadual, autorizou a reabertura do comércio e de outros serviços na cidade. Após decisão do prefeito Dilador Borges (PSDB), bares, restaurantes, salões de beleza e barbearias também conseguiram permissão para funcionar.

De acordo com a diretora administrativa do hospital, Vilma Neri Shinsato, o movimento é muito acima do que o hospital vinha observando nas semanas anteriores.

“Nós estamos fazendo esse boletim como um alerta. As pessoas não estão respeitando o isolamento social. Nós queremos manter o comércio aberto, reativar a economia, mas para isso você é parte importante. Se você não precisa sair na rua, se não tem um compromisso, não vá. Evite aglomeração. E, se você precisa ir, use máscara de proteção facial e evite ficar próximo das pessoas”.

“Faz parte da gente fazer a nossa parte para que todo mundo seja beneficiado”, finalizou.

De acordo com o último boletim divulg​​ado pela Prefeitura de Araçatuba, a cidade contabiliza 181 casos confirmados da doença e sete mortes.

RIO PRETO

Em São José do Rio Preto/SP, ​a Secretaria de Saúde alertou para o grande número de pessoas internadas na cidade com síndrome respiratória aguda grave (SRAG).

Neste ano, 758 pacientes tiveram doença pulmonar severa, sendo que 190 (25%) deles apresentaram o quadro nos últimos 14 dias e 21 foram hospitalizadas nas últimas 24 horas – em relação à manhã de quinta-feira.

De acordo com o balanço da Secretaria de Saúde, havia 113 pacientes com SRAG em todos os hospitais, a maior quantidade desde o início do ano. A maioria estava na Santa Casa (59), seguida por Hospital de Base (21), Beneficência Portuguesa (16), Austa (9), Santa Helena (5), outras instituições (2) e no Instituto de Moléstias Cardiovasculares -IMC (1). São pessoas com coronavírus confirmado, ainda em investigação ou descartado, mas que apresen​​taram comprometimento pulmonar que precisou de hospitalização.

“Está internando mais do que dando alta, esse acréscimo nas internações é um indicador importante que nós avaliamos dia a dia”, diz Andreia Negri Reis, gerente do Departamento de Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde.​

A cidade tem 806 casos confirmados da covid-19 e 23 mortes.

FONTE: Informações | sbtinterior.com / Diário da Região​

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password