Após a surpresa de dar à luz trigêmeos, mãe está na UTI

Após dar à luz trigêmeos, Ana Paula Faria que acreditava estar grávida de dois bebês, é internada na UTI da Santa Casa de Votuporanga

Depois da surpresa de dar à luz trigêmeos – esperando ter gêmeos – a agente de saúde Ana Paula Faria, 31 anos, agora passa por um drama sem prazo para terminar: ela está internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) da Santa Casa de Votuporanga desde a segunda-feira, dia 11. Os médicos ainda não detectaram qual o problema de saúde da mulher.

Segundo o hospital, ela passa por exames e o quadro é considerado estável. Já a família afirma que Ana Paula está com água no pulmão. Enquanto isso, os bebês estão sob os cuidados de uma tia da agente de saúde.

O parto aconteceu pelo Sistema Único de Saúde (SUS) na Santa Casa de Votuporanga, na terça-feira, dia 5. Três dias depois, mãe e filhos – Pedro Henrique, Felipe Daniel e Paulo Henrique – receberam alta médica. Na sexta, Ana Paula procurou atendimento, segundo a família, com dificuldade para se locomover em razão de inchaço.

Os bebês estão sendo amamentados com leite em pó Aptamil. Cada bebê consome uma lata, que custa R$ 43,90, por semana. São necessárias três para alimentar os pequenos durante os sete dias.

Ao todo, serão necessárias 760 fraldas por mês. É exatamente de leite em pó e fraldas que a família está precisando. “Eles já têm carrinhos, bercinhos e roupas. Ganharam bastante coisas. Mas agora, com a minha irmã internada, estão mamando na mamadeira. Fraldas também não temos tantas para os três”, disse Karina Angélica Faria, irmã da agente de Saúde.

Karina contou ainda que a irmã e o cunhado, Renato Santos Ferreira, ficaram emocionados e surpresos com a notícia de que eram três meninos e não gemêos, como esperavam. “Na hora do parto, descobriram que tinha mais um. Primeiro veio o susto, mas, depois, a alegria foi imensa.”

Segundo o presidente regional da Sociedade de Ginecologia e Obstetrícia de São Paulo (Sogesp), José Luis Crivellin, durante o pré-natal é necessário realizar, no mínimo, dois exames de ultrassom. O primeiro com 12 semanas de gestação – translucência nucal – que avalia o risco de alterações cromossômicas. O outro ultrassom é o morfológico, que deve ser realizado entre a 20ª e a 24ª semana de gestação, para detectar se há alguma alteração anatômica.

“A grosso modo, é muito raro de ocorrer um caso como esse. Há uma série de fatores que pode ocorrer, como limitação no aparelho, se for antigo, experiência do médico e até casos de obesidade da paciente, em que é mais difícil o exame”, afirmou o médico.

 

Trigêmeos Pedro Henrique, Felipe Daniel e Paulo HenriqueTrigêmeos Pedro Henrique, Felipe Daniel e Paulo Henrique dormem no berçário da Santa Casa de Votuporanga, logo após o parto, na manhã de terça-feira, 5 de janeiro

Surpresa

Ana Paula e o marido são moradores de Parisi e já têm um filho de 12 anos. O pré-natal da agente de saúde foi realizado pela rede particular, através do convênio pago por Renato, em Votuporanga.

Na terça-feira, dia 5, Ana Paula começou a sentir contrações e foi até a Santa Casa. O parto normal dos – até então – gêmeos teve início às 8h02. O primeiro a nascer foi Pedro Henrique, com 1,815 kg e 42 cm. O segundo foi Felipe Daniel, com 2,370 kg e 46 cm e, por último, chegou ao mundo Paulo Henrique, com 2,055 kg e 43 cm.

Doações

Para ajudar o casal com os custos gerados pelos trigêmeos, a equipe da Santa Casa mobilizou a comunidade para fazer doações. Eles ganharam roupas, enxovais e objetos necessários para um bebê. Agora, quem quiser colaborar com doações de leite Aptamil e fraldas para recém-nascidos pode ligar para os telefones (17) 99605-6713 e 99769-6709.

Tatiana Pires – diarioweb.com

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password