Após 52 dias internada no AUSTA hospital, mãe vence covid e dá à luz bebê saudável

No ápice da pandemia, sempre bom uma história de final feliz pra nos animar e fortalecer. Há sempre esperança

Em meio ao momento mais crítico da pandemia do novo coronavírus, uma família de Rio Preto e os profissionais do AUSTA hospital tiveram, no final da manhã desta quinta-feira, motivos para comemorar mais uma alta hospitalar, mas com desfecho de uma história emocionante envolvendo a dona de casa Gislaine Graciela Menezes Bonfim.

Ontem, ela deu à luz sua filha Ana Luísa, após contrair covid-19 quando estava na 22ª semana de gravidez, o que a levou a ficar internada no AUSTA durante 52 dias, entre novembro e dezembro, para vencer o vírus. “Agradeço muito a Deus e à equipe maravilhosa do AUSTA hospital durante as duas internações. Foi o melhor parto que tive”, declarou Gislaine, mãe de três filhos.

A dona de casa, que estuda para ser técnica de enfermagem, deu entrada no AUSTA no dia 16 de novembro e foi imediatamente internada em UTI, onde permaneceu 16 dias respirando com ajuda de suporte. Após 40 dias, foi transferida para a Unidade Respiratória e, no dia 6 de janeiro, recebeu alta hospitalar, saudável.

Ontem, Gislaine retornou ao AUSTA hospital, porém, para celebrar a vida. Após 38 semanas de gestação, Ana Luísa nasceu com 2,9 quilos, esbanjando energia e saúde. “Ela chorou forte, o que deixou muito emocionados todos nós, do hospital, que acompanhamos toda a jornada de luta da Gislaine”, afirmou a enfermeira Helid Svazate Silva, da Unidade de Tratamento Intensivo Pediátrica do AUSTA hospital.

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password