APAS acredita em cautela na decisão do Copom

Para entidade, o Banco Central do Brasil atua de maneira a conter os riscos de descontrole sobre o nível geral de preços da economia, mas compromete a atividade econômica brasileira

A Associação Paulista de Supermercados (APAS) analisa que a decisão do Comitê de Política Monetária do Banco Central do Brasil em aumentar os juros básicos da economia, a taxa SELIC, em 0,5 pontos percentual, indo de 10% para 10,5% ao ano, sinaliza a cautela no gerenciamento da politica monetária com vistas ao controle da liquidez e, consequente desaquecimento da demanda, para combater a inflação. No entanto, só a politica monetária com elevação dos juros não é suficiente para conter a inflação, além do que, piora as perspectivas de crescimento econômico para a economia.

Estamos diante de um quadro inflacionário mais resistente e persistente do que o esperado, mas que deve perder força nos próximos meses, quando o aperto monetário realizado ao longo dos últimos meses se refletir em desaquecimento da economia e consequente desaceleração dos preços, mas não sabemos até que ponto este processo desiflacionário trará impacto no crescimento econômico brasileiro para 2014. Este é o risco. A alta dos juros traz mais impacto ao crescimento econômico do que a um processo de desaceleração da inflação, principalmente, no que diz respeito aos preços de alimentos e bebidas. A preocupação é que esta alta traga um recuo da inflação, mas sob a pena de um crescimento por mais um ano abaixo de esperado.

De acordo com a APAS, a própria nota divulgada pelo Banco Central após a decisão, expressa esta cautela quando afirma que: “Dando prosseguimento ao processo de ajuste da taxa básica de juros, iniciado na reunião de abril de 2013, o Copom decidiu por unanimidade, neste momento, elevar a taxa Selic em 0,50 p.p., para 10,50% a.a., sem viés.”

O Comitê avalia que essa decisão contribuirá para colocar a inflação em declínio e assegurar que essa tendência persista ao longo de 2014. Mesmo com os sinais de desaquecimento da economia nos últimos meses, refletidos em algumas categorias dos índices de preços, o Banco Central entende como benéfico à manutenção da politica de aumento da taxa de juros para conter possíveis pressões sobre o nível geral de preços da economia.

O Banco Central do Brasil já vinha sinalizando desde a última reunião que o processo de alta dos juros seria continuado para que a economia não sofra com o aumento da inflação verificada desde meados de 2012. As análises do comportamento dos preços e das demais variáveis econômicas nos próximos meses permitirão vislumbrar um cenário mais claro e verificar os resultados das decisões do Banco Central do Brasil em manter o ritmo de elevação da taxa Selic. E assim, poderemos verificar se estas ações estão sendo assertivas ou não.

Sobre a APAS – A Associação Paulista de Supermercados representa o setor supermercadista no estado de São Paulo e busca integrar toda a cadeia de abastecimento. A entidade conta com 1,2 mil associados, que somam 2,7 mil lojas.

Informações sobre o trabalho da APAS: www.portalapas.org.br
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/portal.apas
Siga-nos no Twitter: www.twitter.com/infoapas

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password