Aparecimento do animal aumenta no frio e chuva

Até o momento, Vigilância Epidemiológica registrou 149 notificações de acidentes com animais peçonhentos em Votuporanga

O clima mais frio e úmido das últimas semanas favorece o aparecimento de escorpiões nas residências. Até o momento, a Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde de Votuporanga registrou 149 notificações de acidentes com animais peçonhentos. No mesmo período do ano passado foram 156, e o total de notificações em 2014 foi de 348.

Não há locais específicos da cidade em que apareçam mais os animais, de acordo com a Vigilância, a incidência de escorpiões pode ser registrada igualmente em todo o município. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, o aparecimento de escorpiões se dá durante a noite, e em locais úmidos e frios. Eles podem ficar alojados por um longo período de tempo.

A Secretaria de Saúde, por meio do Secez (Setor de Controle de Endemias e Zoonoses), realiza orientações durante as visitas de rotina. Algumas orientações são importantes para se evitar acidentes com escorpiões: não acumular entulhos nos quintais e terrenos; rebocar os muros; tapar os ralos durante a noite; verificar roupas, sapatos, móveis e utensílios de cama, mesa e banho antes de utilizá­-los.

A profissional do IEC (Informação, Educação e Comunicação) do Secez, Adelice Silva, explicou os cuidados para evitar ataques destes animais. “Os moradores devem manter quintais limpos e verificar roupas e calçados. Deve-­se vedar ralos e portas para não permitir a entrada dos animais”, disse Adelice.

Adelice explicou os ambientes propícios de animais peçonhentos, especialmente escorpiões. “No local onde há resíduos de construção como tijolos e madeiras acumuladas, muros sem reboque, frestas em paredes e pisos, cascas secas de árvores, troncos secos e outros. Vale ressaltar que o escorpião se alimenta de baratas e pequenos insetos”, afirmou.

A equipe do Secez faz visita de orientação aos moradores. “Explicamos a importância de manter um quintal limpo para evitar a presença destes animais”, complementou.

Adelice Silva informou ainda que a população deve tomar cuidado ao tentar manusear um escorpião. “Se for pegar o animal, coloque uma luva e use uma pinça. Deve­-se dobrar os cuidados para evitar o contato”, disse.

Para obter mais informações, a população deve entrar em contato pelo 0800­-770 9786. A ligação é gratuita. Isabela Jardinetti/A Cidade

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password