Aos 107 anos e com comorbidade, moradora de Cardoso se torna símbolo ao vencer o Covid-19 

Maria Rosaria tem enfisema pulmonar, como comorbidade pré-existente; contudo, recebeu tratamento com Ivermectina e Azitromicina já no terceiro dia de sintomas, resultando em alta nesta segunda-feira. 

Maria Rosaria, aos 107 anos, enfrentou e venceu o Covid-19 sem a necessidade de internação em Cardoso/SP, se tornando um símbolo de vitória na guerra contra o novo coronavírus. 

Portadora de um enfisema pulmonar, Maria recebeu alta nesta segunda-feira (20) depois de fazer todo o acompanhamento médico, por sua UBS (Unidade Básica de Saúde), dentro de casa. 

A aposentada, que nasceu no dia 04 de maio de 1.913, apresentou os primeiros sintomas da doença no último dia 5 e inspirou os cuidados da ESF (Estratégia de Saúde da Família) Deolisia Ferreira Borges, mais conhecido como “Postinho da Urias”. 

De acordo como os profissionais da unidade, apesar do quadro preocupante em razão da idade avançada e da comorbidade já pré-existente, ela não precisou ser internada em nenhum momento do tratamento. 

Ainda segundo os profissionais de saúde, o tratamento da paciente começou de maneira precoce, o que se mostrou preponderante para sua recuperação, quando já no terceiro dia de infecção ela passou a receber Ivermectina e Azitromicina. 

Maria que divide a casa com mais seis familiares fez todos os procedimentos de isolamento corretamente e, nenhum dos demais moradores apresentou qualquer sintoma de Covid-19.

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password