Animais maltratados no bairro Pró-Povo pedem socorro

O presidente da Sociedade Protetora dos Animais de Votuporanga Léo Chandelly recebeu denúncia anônima de que um casal estaria maltratando três cachorros, no bairro Pró-Povo, em Votuporanga.

Quando os voluntários da Spavo chegaram ao local constataram que o mesmo endereço já havia sido denunciado, há seis meses atrás.

Inclusive todos os cães na época foram retirados dessas pessoas e tiveram que serem sacrificados por estarem doentes.

Trata-se de uma mulher que pega qualquer cão que acha na rua e leva pra sua casa. A gravidade é que ela não dá água e nem comida para os coitados, que ficam lá até morrerem desidratados ou de fome.

 

Além do mais, vivem em meio aos seus dejetos e outras sujeiras que são acumuladas por eles mesmos. “Falei com a dona dos animais, que foi seca e fechou o portão na minha cara. Saí de lá fui até a Polícia Civil onde registrei um Boletim de Ocorrência contra eles. Falei com o delegado que enviará a Perícia Técnica, que servirá de provas, e apelei para que haja um mandado de busca e apreensão, para retirar os cães o mais rápido possível de lá”, disse Chandelly.
Agora, a Sociedade irá colher assinaturas de vizinhos daquele bairro e que não aguentam mais as crueldades, o mau cheiro e os carrapatos que invadem as residências. Os moradores relataram que já tentaram dar água e comida para os cães, mas a dona dos animais, simplesmente tira deles e joga fora, ou seja, não trata e não aceita que alguém os tratem.

“Vi um filhote muito magro e um outro também na mesma situação e magros com suspeita de leishimaniose. Estou aguardando o pessoal da Civil me ligarem ainda esta semana”, declarou Chandelly

votunews


0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password