Ampliação do Posto do Corpo de Bombeiro está quase concluída

As obras de ampliação e a reforma do posto do Corpo de Bombeiros de Votuporanga estão quase concluídas. As novas instalações supriram as necessidades de grupamento, uma vez que as antigas eram bem precárias. Um centro de treinamento aquático também vem sendo construído, quando concluído será referência no Estado.

O novo edifício possui uma área de 450m² e abrigará a sala de atendimento e despacho de ocorrências, sala de desinfecção do material de resgate, alojamento e cozinha. “Nossos turnos são de 24h, o posto é a extensão da nossa casa. Almoçamos, jantamos e descasamos aqui. Tentamos oferecer o mínimo de conforto para o soldado prestar um bom serviço a população” diz Tenente Alex Brito de Moura.
O prédio da administração também vem sendo ampliado. Em fase avançada de construção, está o centro de treinamento aquático. Quando concluído a unidade poderá contar com uma piscina semi-olímpica (25 metros) e um tanque de mergulho comum uma profundidade de seis metros.
“Será possível aplicar treinamento de natação e mergulho em nossa unidade. Quando estiver em atividade, nosso centro será referência na formação de mergulhadores de salvamento” diz Brito.
Está previsto para o dia 21 de outubro, o primeiro curso de mergulho na cidade. Cerca de 12 bombeiros, de todo Estado, estarão realizando vários exercícios de salvamente aquático no posto.
Novos projetos
Após a conclusão desta etapa, a corporação pretende implementar outras estruturas para novos centros de treinamento. A princípio a meta é construir um auditório para uso tanto interno, como externo.
“Espaço reservado para escolas ou faculdades que queiram conhecer nossa unidade, nosso dia-a-dia. Ou até mesmo oferecer cursos voltados para própria população. Por exemplo, em Araçatuba existe um curso voltado ao público civil chamado pronto socorrista 40h” diz tenente.
Junto ao treinamento aquático, a unidade planeja construir futuramente uma casa de fumaça (ambiente de incêndio controlado onde soldados treinam resgate e combate as chamas) galeria de espaço confinado (dutos idênticos a esgoto, usado em simulação de resgate em tubulações ou até mesmo em poços) e uma torre de altura (estrutura usada para salvamentos em altura, como torres de alta tensão ou resgate aéreo).
“O soldado em serviço já está preparado para qualquer ocorrência, mas tendo todas essas ferramentas para o treinamento constante, o bombeiro estará mais apto para prestar socorro com mais eficácia, seja na água, na terra, no fogo ou no ar” ressaltou Brito.
Modernização da Unidade
Nos últimos dois anos, o batalhão do Corpo de Bombeiros vem se modernizando.  Foram acrescentados a unidade uma viatura de incêndio, dois veículos leves (Ford Fiesta), caminhonete (Chevrolet S-10) para salvamento, lancha. Há menos de um mês o governo estadual cedeu a Votuporanga uma Unidade de Resgate (UR) zero quilômetro que já sendo usada pelo grupo.
A parte material, usada nas operações de resgate a salvamento também vem sendo atualizada. Além de novos capacetes e capas de incêndio, também foram entregues equipamentos de proteção respiratória com maior autonomia. Usada pelos soldados em ocorrências de incêndio.
A Corporação receberá na segunda quinzena de setembro, dois novos jogos de desencarceradores – ferramenta usada na retirada de vítimas presas em ferragens.
“Este novo equipamento é de alta tecnologia. Não existe nenhuma unidade no estado que opere com o mesmo. A aquisição destas ferramentas (desencarceradores) foi possível através de um acordo judicial feito pela Justiça do trabalho e uma empresa da cidade” afirmou o tenente.
Importância do Febom
O Fundo Especial de Bombeiro é uma taxa extra criada no município com objetivo de arrecadar fundo ao Corpo de Bombeiros. A contribuição é espontânea e vem junto ao carne do IPTU (Imposto predial territorial urbano).
“Mesmo com todo esforço que vem sendo feito, às vezes a verba não é suficiente. Para que o bombeiro possa trabalhar com equipamentos de grande tecnologia é necessário um grande esforço para capacitação de verba. Em 2013 nosso fundo arrecadou apenas 5%. O ideal é que fosse seguidos modelos de municípios de referência como Botucatu, Olímpia, Catanduva, Birigui e Araçatuba onde a principal fonte de arrecadação é a taxa cobrada no IPTU com valor insignificante” conclui Brito.
É importante ressaltar que toda verba arrecadada só deve ser voltada para compra de equipamentos na área operacional. Não pode ser usado para outros fins, como pagamento de salários ou outros fins.
Mesmo não estando concluídas as obras o Tenente Brito e toda corporação convida a população e empresários para conhecer o projeto da unidade e acompanhar o trabalho das obras. Alex Pelicer – A Cidade

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password