Amor à camisa para garantir a classificação

Cairo e Romário são os jogadores que mais vezes vestiram o manto alvinegro desde a criação do clube, em dezembro de 2009.

Eles já são velhos conhecidos dos torcedores alvinegros e já se sentem cidadãos votuporanguenses. Cairo chegou pela primeira vez na cidade em 2011, Romário, maior artilheiro da história do clube, veio um ano depois, em 2012. Amanhã, às 17h, contra o Santo André, pela partida de volta das quartas de final da Copa Paulista, eles querem retribuir o carinho e acolhimento que tiveram no município com uma classificação histórica à semifinal da competição.

O goleiro Cairo é o jogador que mais pisou em campo vestindo a camisa alvinegra. Ele estreou no time votuporanguense no dia 26 de junho de 2011, no empate de 1 a 1 contra o Tanabi no Plínio Marin. De lá para cá, o camisa 1 esteve em campo pelo CAV, em partidas oficiais, por 79 vezes. Foram 17 jogos em 2011, 25 em 2012, 20 em 2013 e agora 17 nesta Copa Paulista. Ídolo do torcedor, nos últimos anos Cairo esteve fora da equipe somente no primeiro semestre deste ano, quando disputou a série A3 pela Matonense.

“Eu sinto que sou de Votuporanga. Minha relação com esse time é diferente. Passei por diversos outros times antes de 2011, mas aqui é especial. Sinto prazer em acordar cedo e vir treinar com meus companheiros. A torcida de Votuporanga é uma coisa fora do normal, isso nos motiva mais ainda. Minha vontade é subir com esse time até a Série A1 e depois me aposenta, mas quero continuar morando na cidade”, revelou o goleiro, que chegou em Votuporanga depois de uma passagem pelo XV de Jaú.

Quando em 6 de maio de 2012, pela estreia da Segunda Divisão do Campeonato Paulista, justamente contra o maior rival, o Fernandópolis, Romário estreou marcando o gol da vitória de 1 a 0 no Claudio Rodante, a torcida alvinegra ainda não sabia que ali surgia o maior artilheiro do clube. Desde então, são 43 partidas e 30 gols pela Votuporanguense. Em 2012, Romário só não fez chover no Plínio Marin. De resto, ele marcou 18 gols naquele ano, terminou como artilheiro da competição e ainda marcou os dois gols na vitória na final contra o São Vicente.

“Esse ano eu jamais vou esquecer. Lembro que o China me deixou de fora no primeiro jogo da final, lá em São Vicente. Depois na partida da decisão em casa, eu estava louco para jogar. Entrei e consegui marcar os dois gols da vitória. O estádio estava maravilhoso, lotado pelos torcedores”, relembrou o camisa 9.

Em 2013, Romário iniciou a pré-temporada no Mogi Mirim, mas acabou retornando ao CAV por empréstimo. Neste ano, o atacante jogou a Série A3 ao lado de Cairo na Matonense, e assim como o goleiro, voltou a Votuporanga para a disputa da Copa Paulista.

“Agora tenho a intenção de ficar aqui por um bom tempo. Só se surgir algo muito irrecusável, mas tenho um carinho especial pela cidade e não pretende sair tão cedo. Tenho meu filho Heitor que mora na cidade também”, contou.

A carreira dos dois não é feita somente de alegrias na Alvinegra. Eles também guardam decepções. “O pior momento pra mim foi a derrota de 3 a 1 para o Independente no Plínio Marin, em 2013, quando estávamos brigando pelo acesso e não conseguimos naquele ano”, lembrou Cairo. Já Romário, quer esquecer a partida contra o Botafogo nesta Copa Paulista. “Fui expulso por uma atitude infantil e peguei quatro jogos de expulsão. Foi duro ficar tanto tempo fora”.

Na primeira partida contra o Santo André, sábado passado no Plínio Marin, Romário foi contestado ao desperdiçar uma cobrança de pênalti tentando a polêmica “cavadinha”. Apesar das críticas da torcida, ele conta que não carrega o peso do empate de 0 a 0 para a partida de amanhã. “Não me sinto culpado pelo empate sem gols, nosso grupo é unido e está sempre junto na vitória e na derrota. A cavadinha é um estilo que eu costumo treinar penalidades. Mas agora é outro jogo”. Cairo define a próxima partida com apenas três palavras: “É uma final”.

A não classificação nem passa pela cabeça dos dois jogadores, mas de qualquer maneira a torcida pode ficar tranquila que em 2015 tem mais Cairo e Romário. Eles já possui contrato com o Clube Atlético Votuporanguense para a disputa da Série A3 de 2015. Fábio Ferreira/A Cidade

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password