Alvinegra entra na reta final da pré-temporada

Jociano Garofolo
garofolo@acidadevotuporanga.com.br
Faltando 13 dias para a estreia no Campeonato Paulista da Série A3, o Clube Atlético Votuporanguense entra na reta final de sua preparação. O foco será nos treinos técnicos e até um amistoso pode acontecer no próximo sábado. O objetivo é um só: dar postura tática ao time e definir a melhor formação para a partida contra o Marília, no dia 27.
Os treinos físicos, que predominaram na semana passada, agora ficam de lado para que o treinador China possa definir qual a melhor escalação, ou seja, os 11 titulares. De hoje até a próxima sexta-feira, serão cinco treinos técnico. No sábado pela manhã, está reservado horário, às 10h, para mais um jogo-treino, com adversário a definir.
Em entrevista ao A Cidade no último sábado, o treinador do CAV afirmou que já tem em mente 90% do time que vai escalar para a estreia. Sem abrir muita margem à especulações, disse que pretende aguardar o desempenho do volante Luis Maranhão, que ainda não está com o preparo físico ideal. Se o campeonato começasse hoje, provavelmente seriam escalados os 11 que iniciaram o jogo-treino do último sábado, em Ibitinga, quando a Votuporanguense foi derrotada por 3 a 1 para o Oeste de Itápolis, equipe que se prepara para a disputa do Paulistão. 
No jogo-treino, foram a campo o goleiro Cairo, o lateral-direito Murilo, Rufino e Kelis (Vitor Hugo) na zaga, e Wallace, na lateral-esquerda. No meio de campo, Sigmar faz dupla de volantes com Paulo Brumati, com Leandrinho mais à frente na criação das jogadas. Leandro Alves, o “ex-Romarinho” mais à frente servindo de ligação para os atacantes Tom e Fabinho. 
Até agora, a Votuporanguense realizou cinco testes, um amistoso e quatro jogos-treinos, sempre contra equipes de divisões superiores, ou seja, da Série A2 e do Paulistão, e não venceu nenhum deles. Em cinco jogos, foram 10 gols sofridos, contra apenas cinco a favor. E mais, preocupa em saber que apesar de ter uma conceituada dupla de atacantes, formada por Tom e Fabinho, nenhum dos gols partiu dos pés deles. Com exceção de Leandro Alves, que marcou contra o Mirassol, e Leandrinho, contra o Botafogo, os outro quatro gols foram feitos por zagueiros e volantes.
Esse é um dos problemas a serem solucionados pelo técnico China, que ainda aguarda a contratação de mais um atacante, como referência na área.
Cartilha
O diretor disciplinar do CAV,  André Figueiredo, acompanhado pelos demais membros da diretoria, entregam amanhã aos jogadores, após o treino da tarde, uma cartilha com diretrizes sobre as normas de conduta dos atletas. O conteúdo ainda não foi divulgado, mas deve conter em suas páginas os direitos e deveres dos jogadores, e também, as respectivas punições em caso de descumprimento.

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password