Alunos ‘improvisam’ após falhas estruturais em Etec

O prédio da Escola Técnica Estadual (Etec) “Frei Arnaldo Maria de Itaporanga”, de Votuporanga, está em más condições. O imóvel, que fica na rodovia Péricles Belini (SP-461), no quilômetro 121, está com problemas estruturais, como o alicerce cedendo nas paredes do refeitório e da cozinha. Além disso, os alunos e os professores improvisaram o refeitório em um corredor, com lonas pretas. Ali, se alimentam e ficam “a mercê” das condições climáticas. Outro problema é o telhado, que apresenta risco de queda.

Além disso, faltam telhas em alguns pontos. A unidade I – rural – foi entregue em 2007 e conta com 64,13 hectares no total.

A construção dessa Estec foi concluída em 2006, com alojamentos para alunos (16 apartamentos), uma cozinha, um refeitório, uma cooperativa escola e instalações rurais para abrigar os projetos produtivos de criações de animais e de culturas.

Já em 2009, houve uma reforma no laboratório de física/ química/biologia, por meio de verba destinada pelo Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza (CEETEPS).

Em 2010, a escola construiu mais alojamentos (15 apartamentos), totalizando 31 apartamentos, com capacidade para abrigar 124 alunos em sistema de internato, uma quadra poliesportiva, uma sala de ordenha e reforma de uma oficina. Atualmente, a Etec conta com 602 alunos matriculados.

O vereador Osvaldo Carvalho (Pros) esteve na unidade e apontou os problemas. “As obras foram mal feitas. Estivemos no refeitório. É belíssimo, mas a parede abriu. O telhado pode ceder. Há risco de acidente a qualquer momento”, disse.

Carvalho enviou um ofício para o Centro Paula Souza e para a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação pedindo providências. “Estamos cobrando para manutenção urgente. Estou enviando o documento com as fotos do local anexas”.

Paula Souza

O Diário entrou em contato com a assessoria de comunicação do Centro Paula Souza. Em nota, a instituição informou que o refeitório do prédio I – Rural da Etec Arnaldo Maria de Itaporanga – já passou por vistoria técnica e um orçamento foi elaborado para que sejam feitos os devidos reparos no local. O processo de licitação da obra está sendo elaborado pela Unidade de Infraestrutura da instituição que acompanhará a reforma.

Andressa Aoki
andressa.aoki@diariodaregiao.com.br

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password