Aluno eletrocutado faz exames para avaliar reconstrução dos dedos

Menino de 9 anos passou por cirurgia em hospital de Catanduva. Ele encostou a mão em um quadro de energia em corredor de escola.

A mãe do menino de 9 anos, que foi internado depois de levar um choque elétrico no quadro de energia de uma escola municipal de Catanduva (SP) na terça-feira (29), aguarda os resultados dos exames feitos por uma equipe médica vascular para saber quais serão os próximos passos no tratamento do filho.

Durante entrevista ao G1 na manhã desta quinta-feira (1º), a dona de casa Cintia Julião disse que a equipe médica avalia a possibilidade de uma reconstrução de dois dedos do menino. Segundo a mãe, a amputação não está descartada. “Todos os exames foram feitos. Agora tenho que esperar a resposta do médico vascular, que está cuidando do meu filho, para saber se existe a possibilidade de reconstrução dos dedos ou não”, diz Cintia.

Em nota, a prefeitura de Catanduva disse que o caso foi um acidente e que nunca apresentou qualquer problema envolvendo seus alunos. A nota diz também que a escola prestou todo o atendimento necessário. (confira abaixo a nota na íntegra).

A mãe registrou um boletim de ocorrência. Segundo o que a mãe disse para a polícia, o filho e um amigo foram até uma sala na escola e, no corredor, tinha um quadro de energia que estava aberto.

O garoto acabou colocando a mão no painel elétrico, levou um choque e ficou grudado no quadro. “Ele me falou que quando colocou os dedos próximo a caixa de energia uma força puxava a mão dele e não conseguiu se soltar. O choque foi muito forte. Acabou com dois dedos da mão do meu filho”, diz a mãe.

O amigo que estava junto com o garoto saiu correndo para pedir ajuda. De acordo com relato da mãe à polícia, o motorista de uma van escolar ajudou a desgrudar a criança do painel e livrá-lo do choque.

A criança passou por cirurgia nesta quarta-feira (30) e continua internada com queimaduras de segundo e terceiro graus no Hospital Padre Albino, em Catanduva (SP).

Confira a nota na íntegra:
“De acordo com a Secretaria de Educação, o que ocorreu infelizmente foi um acidente com um aluno da escola Municipal Santos Aguiar.

De acordo com a direção da escola, todos os alunos estavam saindo do prédio e os inspetores e docentes já estavam colocando-os nos ônibus, quando o aluno burlou a vigilância, desceu no andar inferior onde as salas já estavam fechadas e mexeu no quadro de força.

Diante do ocorrido a Diretora, que estava também acompanhando a entrada dos alunos nos ônibus, prestou todos os procedimentos necessários para o atendimento imediato do aluno, acionando o SAMU e os pais do aluno, em seguida acompanhou a criança até o hospital.

De acordo com o boletim médico do Hospital Padre Albino, o aluno teve queimaduras de terceiro grau, e está em procedimento. Passará por nova avaliação na sexta- feira (02).
Vale destacar que a escola com 34 anos em funcionamento, nunca apresentou qualquer problema envolvendo seus alunos.” G1

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password