AEDES AEGYPTI: Criadouros: denunciar pode ser pela internet

Secretaria de Estado da Saúde lançou um site onde população pode denunciar os focos do mosquito em seu município virtualmente

Com a chamada “Todos juntos contra o Aedes Aegypti”, a Secretaria de Estado da Saúde lançou um site onde a população pode denunciar os focos do mosquito em seu município virtualmente. A página, que pode ser acessada pelo site da Secretaria, direciona os alertas recebidos pela população aos gestores dos municípios paulistas, em ações de combate ao mosquito vetor da dengue, zika e chikungunya.
Os registros também serão acompanhados por agentes da Sucen (Superintendência de Controle de Endemias) e pela Sala de Comando e Controle Estadual das Arboviroses – órgão criado em 2015 para monitorar a presença do mosquito no Estado e a evolução dos casos de doenças transmitidas por ele.
O site também permitirá o acesso a videoaulas com orientações e instruções relacionadas ao mosquito transmissor, à prevenção e proteção contra as doenças transmitidas pelo Aedes

Votuporanga
Para combater o mosquito, o Secez (Setor de Controle de Endemias e Zoonoses) promove ininterruptamente ações de controle ao Aedes Aegypti, dentre elas, destacam-se: bloqueio de criadouros nos casos suspeitos e positivos de dengue; bloqueio de nebulização em casos positivos de dengue; bloqueio de nebulização ambiental nas áreas do bairro; realização de visitas em pontos estratégicos; visitas em imóveis especiais; atendimento a notificações e realização de visitas casa a casa.
O Setor promove ainda atividades de comunicação e mobilização nas escolas municipais e privadas, treinamento dos agentes comunitários e endemias no controle e orientação sobre a dengue; bem como parcerias com igrejas e clubes de serviços para a divulgação das doenças transmitidas pelo Aedes.
Em 2015, foram registrados 1.323 casos positivos no município. Dentre as áreas mais afetadas está a região sul, sobretudo, o Conjunto Habitacional Sonho Meu é atualmente o local onde mais foram encontrados focos do Aedes Aegypti com larvas. Entretanto, os casos positivos de dengue estão disseminados por todo município. Em 2016, a Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde já registrou 73 casos positivos de dengue, além de 309 notificações de casos suspeitos.

Prevenção
O Aedes aegypti coloca seus ovos em água limpa, mas não necessariamente potável. Por isso, é importante jogar fora pneus velhos e deixar garrafas com a boca para baixo. Todo o acúmulo de água é uma ameaça.
• Mantenha a caixa d’água bem fechada e coloque uma tela no ladrão;
• Lave toda a semana com escova e sabão os tanques que armazenam água;
• Remova tudo que possa impedir a água de correr pelas calhas;
• Encha de areia até a borda os pratinhos dos vasos de planta;
• Coloque o lixo em saco plástico e mantenha a lixeira bem fechada;
• Evite a formação de poças de água da chuva. Mariana Biork/Diário de Votuporanga

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password