Adolescentes bebem cachaça com mendigos em praça

Um caso impressionante mostra um grave problema social crescente em Votuporanga nos últimos tempos. O alcoolismo juvenil nas praças. Ontem pela manhã, dois adolescentes, de 14 e 15 anos de idade, foram flagrados pela Polícia Militar ingerindo cachaça, em companhia de moradores de rua na região central de Votuporanga. Um adulto foi encaminhado ao Plantão Policial, suspeito de fornecer as bebidas aos jovens.
O caso foi registrado como infração ao Estatuto da Criança e do Adolescente, na natureza de entregar produtos cujos componentes possam causar dependência. De acordo com o registro policial, o flagrante ocorreu às 8h30, em frente à Igreja Matriz. Os policiais militares Serantoni e Angelo afirmaram que o promotor de Justiça José Vieira da Costa Neto presenciou quando dois irmãos, uma menina de 14 anos e um garoto de 15, entre os mendigos aglomerados em frente à igreja, ingerindo bebidas alcoólicas.
No local, a Polícia Militar identificou um servente de pedreiro, C.C.B., de 23 anos, que alegou ser o proprietário da bebida alcoólica (aguardente) que estava sendo consumida. Os frascos de bebidas, sendo um deles da marca “Arara”, foram encaminhados ao Instituto de Criminalística e  para serem periciados, com intuito de confirmar que se trata de bebidas alcoólicas.
Os adolescentes foram encaminhados à presença de um curador da Infância e Juventude da Comarca. O conselheiro tutelar Osmair Francisco, o “Dica”, levou os menores de idade até a casa onde residem com a avó, mas a residência estava fechada, por que, segundo eles, ela não está na cidade no dia de ontem.
Denúncias
Em entrevista ao jornal A Cidade, o conselheiro tutelar Francisco Machado, o “Chicão”, disse que as autoridades contam com as denúncias da população para que cessem os casos de alcoolismo juvenil nas praças e avenidas da cidade. “Nós, conselheiros, somos apenas cinco. É impossível fiscalizar todos os locais da cidade. Por isso, contamos com as ligações, denúncias, mesmo que anônimas, para combatermos esse mal”, afirmou.
Ainda de acordo com o conselheiro, a pessoa flagrada distribuindo bebidas alcoólicas para crianças e adolescentes estão sujeitas a penas severas, correndo risco de responder processo criminal. “A pessoa sabe que é ilegal fornecer bebidas a menores de idade. O álcool pode ser o início do consumo de outros vícios, como o crack e a maconha. Por isso, todo mundo que vê algum jovem em situação de risco precisa denunciar. Contamos com a ajuda de todos”, completou Chicão.
Para combater o alcoolismo juvenil, ocorrem sazonalmente em Votuporanga as operações de final de semana, onde Poder Judiciário, Conselho Tutelar e Polícia Militar se unem em blitz em pontos de aglomeração de jovens, como a Praça da Matriz, São Bento e avenida João Gonçalves Leite. Ações como essa devem ocorrer novamente nos próximos dias.
Jociano Garofolo
garofolo@acidadevotuporanga.com.br

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password