Acusados de matar Kelly são espancados em presídio

Detentos do Presídio de Frutal espancam acusados de matar a jovem Kelly Cristina Cadamuro, 22 anos, assassinada na quarta-feira (1), às margens da MG-255.
Jonathan Pereira do Prado, 33 anos e Daniel Teodoro da Silva, 24 anos, foram agredidos mesmo estando recolhidos no seguro (local para onde são levadas pessoas ameaçadas de morte).
Por ordem dos detentos, os presidiários que estavam na mesma cela foram obrigados a agredi-los, sob pena de sofrerem retaliações. Os presos não aceitam Jonathan, que confessou o crime, e Daniel, acusado de receptação, na unidade.
De acordo com os agentes, detentos de outros presídios da região também são contrários a presença da dupla em suas unidade. Eles avisaram que se houver transferência vai haver rebelião.
A saída, segundo o que apuramos, é mantê-los em uma cela na própria Delegacia de Polícia Civil.
O repórter Samir Alouan conseguiu fazer uma foto de Jonathan com a cabeça enfaixada – indicativo de ele passou por recente procedimento médico. Utilizando um aparelho celular, o jornalista registrou o acusado no instante em que ele aguardava para prestar depoimento sobre o caso.
Segundo Seap – Subsecretaria de Administração Penitenciária, Jhonatan teve um corte no supercílio e precisou ser atendido por uma enfermeira da unidade prisional.
Após agressões, ele foi transferido para cela isolada. Ainda de acordo com a Seap, a direção-geral da unidade prisional instaurou um procedimento administrativo para apurar as circunstâncias e responsabilidades pela agressão.
Após a identificação dos agressores, eles passarão pela Comissão Disciplinar e sofrerão sanções administrativas.
Foto: Samir Alouan – Rádio 97 FM.

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password