Acidentes com vítimas disparam em Votuporanga

O balanço mensal de ocorrências policiais divulgados pela Secretaria de Segurança Pública do Governo do Estado aponta que no mês de abril, o número de vítimas em acidentes de trânsito disparou em Votuporanga.

Foram 130 pessoas feridas, uma média de 4,3 por dia. Os mesmos números apontam nos primeiros quatro meses de 2012, um total de oito mortes.

Com relação aos feridos, o número impressiona já que é o maior índice desde setembro do ano passado, quando foram registradas 132 vítimas. Em 2012, para se ter uma ideia, foram 82 feridos em janeiro, 84 em fevereiro, 96 em março e 130 em abril. Entre os dois últimos meses, o aumento foi de aproximadamente 26%.

No último dia 19, a Câmara foi palco de um debate sobre segurança publica, onde foram discutidos vários problemas da população votuporanguense, entre eles, a violência no trânsito.

Na ocasião, o comandante da PM local, Capitão Edson Fávero apresentou os números do primeiro quadrimestre do ano e disse que a cidade tem em média 65 mil veículos, para uma população de 83 mil habitantes. “Os acidentes são causados por irresponsabilidade, por desrespeito à sinalização e excesso de velocidade. Estou gastando 35% do atendimento com pessoas irresponsáveis”, afirmou.

Já em abril, o delegado e diretor da 29ª Ciretran (Circunscrição Regional de Trânsito) em Votuporanga, Osny Marchi, foi o convidado do Conseg (Conselho Comunitário de Segurança) do município para falar sobre o trânsito em reunião.

Na ocasião, ele comparou números do primeiro trimestre de 2011, quando o o município registrou 299 acidentes com vítimas, 35 sem vítimas e um com vítima fatal, com o primeiro trimestre de 2012, quando ocorreram 253 com vítimas, 35 sem vítimas e oito com vítimas fatais.

Segundo o diretor da Ciretran, o trânsito tem dois grandes problemas: nas vias urbanas, as motocicletas, presentes em aproximadamente 80% dos acidentes; nas rodovias, os caminhões que transitam em excesso de velocidade e peso e não é possível saber a situação de saúde do motorista. Para melhorar o trânsito, Osny acredita que é preciso engenharia, fiscalização e educação. “Precisamos fazer uma grande conscientização e discutir com a sociedade as formar de melhorar”. (Jociano Garofolo – A Cidade)

Outros números de abril:

Homicídios dolosos: 2

Homicídio culposo: 1

Latrocínio: 1

Estupro: 4

Tráfico de drogas: 10

Roubos: 7

Furtos: 138

Furtos de veículos: 5

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password