Acampados completam dois meses em área de propriedade do município

Sem-terra esperam decisão para a permanência na área

O acampamento Nelson Mandela II completa dois meses em uma área que é de posse da Prefeitura de Votuporanga. De acordo com o vereador Jurandir Benedito (PT), a decisão judicial para a desocupação estava marcada para hoje. Ele informou que o prefeito Junior Marão pediu ao departamento jurídico da Administração que interferisse no processo.

“Neste primeiro momento, o prefeito pediu que suspendessem a desocupação. Nesta quinta-feira, estaremos nos reunindo para buscar alguma alternativa para essas famílias”, disse. Jura ainda informou que os acampados estão cientes de que terão que sair do local. “Eles sabem que não podem ficar por lá para sempre, por isso terei uma reunião com o prefeito para discutirmos um prazo que seja bom para ambas as partes”.

Já a assessoria da Prefeitura informou à reportagem que a Administração ainda está analisando o caso. No último sábado houve uma reunião em Ouroeste com proprietários de terras da região de Cardoso e Riolândia, com o superintendente regional do Incra-SP, Wellington Diniz Monteiro. O encontro foi viabilizado para que os produtores entendessem melhor como funciona a venda de terras. O instituto compra áreas no estado de São Paulo para realizar os assentamentos.

A líder do acampamento, Gildete dos Santos Gotardi disse que não pretende ficar no local para sempre.

O grupo espera uma resposta do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) sobre a liberação de áreas no noroeste paulista. O acampamento é filiado a Central Única dos Trabalhadores (CUT) e Federação da Agricultura Familiar (FAF). Isabela Jardinetti/A Cidade

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password