Abertas inscrições para o Amador de Futebol Quarentão

Campeonato deverá reunir 12 equipes da cidade e região, reunindo atletas com mais de 40 anos; competição homenageará um dos maiores jogadores da história: o atacante Radar

 Já estão abertas as inscrições para o Campeonato de Futebol Amador Municipal Quarentão, destinado para atletas veteranos com 40 anos ou mais. O certame é uma parceria entre a Secretaria Municipal de Esporte e Lazer e a ARAV (Associação Regional de Arbitragem de Votuporanga). De acordo com o presidente da ARAV, Rodrigo Ortiz, “poderão se inscrever times de Votuporanga e região, mas o campeonato será limitado a 12 equipes. É importante que todos os atletas sejam da comunidade que representam, ou seja, não deverá ser aceita a inscrição de clubes que contratarem jogadores de fora”, explica.Ortiz assinala ainda que, “quanto à idade, todos deverão ter 40 anos ou mais, abrindo-se exceção apenas para os goleiros, que poderão ser mais jovens”, diz. Quanto às rodadas, o presidente da ARAV afirmou que “as datas serão discutidas durante o congresso técnico, tão logo sejam encerradas as inscrições. Mas, acredito que teremos jogos nos finais de semana, bem como existe a possibilidade de algumas partidas acontecerem no Plínio Marin às quartas-feiras à noite”, afirma. As inscrições são gratuitas e devem ser feitas na sede da ARAV, no Terminal Rodoviário Leônidas Almeida.

Radar

Outro destaque do campeonato é o patrono escolhido para este ano. Por iniciativa do secretário de Esporte, o Mineiro, o campeonato foi denominado “João Roberto Cavalcante da Silva”, uma homenagem ao grande artilheiro, que ficou conhecido como Radar, que morreu recentemente, aos 58 anos. Radar começou nas categorias de base da Votuporanguense, mas ganhou notoriedade atuando pelo Flamengo de Zico, nos anos 70, quando disputou 21 partidas e fez dez gols nesse período, quatro na goleada por 4 a 0 diante do Bangu, no Campeonato Carioca.

Desde os 29 anos, quando encerrou a carreira de jogador profissional de futebol, Radar morava em Votuporanga, atuando, por mais de 30 anos, numa escolinha de futebol na Secretaria de Esporte. O ex-jogador recebeu o famoso apelido do goleiro Valdir Peres quando, aos 17 anos, em Campinas, participou de uma “peneira” para o juvenil da Ponte Preta. Nos treinos, o jovem atacante se esforçava ao máximo para cabecear e tentar chegar a todas as bolas, o motivou o goleiro a dizer: “Este moleque está em todas as bolas, parece uma Radar”. O apelido nunca mais foi esquecido.

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password