60 moradores de rua foram atendidos pelo projeto Votuporanga em Ação 2 em 2014

“Na praça São Bento não existem moradores de rua. No local, existem pessoas que moram em Votuporanga e que já passaram pelo Projeto. Essas pessoas têm família, porém, são influenciadas pelo álcool. Não tem ninguém em situação de risco no município”.

A Secretaria Municipal de Direitos Humanos realizou nesta tarde (22), a entrega de certificados aos moradores de rua inscritos no projeto Votuporanga em Ação 2. O evento aconteceu no auditório da Secretaria da Cidade, às 14h. Na ocasião, esteve presente o prefeito Junior Marão, o secretário de Direitos Humanos, Emerson Pereira, além de outras autoridades do município e representantes do Recanto Tia Marlene e Lar São Vicente de Paulo.

Até novembro deste ano, foram atendidas 80 pessoas, em situação de rua. Atualmente, 28 estão cadastrados no projeto. “Vale destacar que o principal objetivo do Votuporanga em Ação 2 é oferecer oportunidade de vida aos moradores de rua, pessoas que estão em risco, público LGBT, entre outros. Queremos dar dignidade a quem precisa”, destacou o secretário municipal de Direitos Humanos, Emerson Pereira. Para ele, o atendimento às pessoas está em primeiro lugar, pois, todos os que chegam à Secretaria, são humanizados e tratados com carinho naquele órgão público. “Este é um projeto que fazemos o acompanhamento das pessoas que estavam em situação de risco pelas ruas. Ser secretário de Direitos Humanos é o que me deixa com ânimo, porque sei que estou lidando com vidas. Todas as semanas nossa equipe passa nas entidades para saber a situação de cada um”, ressalta.

De acordo com Emerson, cerca de 10 pessoas que foram abrigadas pelas entidades já retornaram para suas cidades de origem. Elas foram abrigadas na Comunidade Mão Amiga, trabalharam e retornaram com dinheiro no bolso. “Nosso objetivo é esse, fazer as pessoas se ressocializarem”. Segundo o balanço feito pela Secretaria, cerca de 20 dependentes químicos foram atendidos pelo Projeto e quatro pessoas saíram do Votuporanga em Ação 2 porque foram contratadas pelas entidades.

As entidades que contrataram em 2014 foram: Associação Amor Exigente, Associação Antialcoólica, Centro Social, Comunidade Assistencial Irmãos de Emaús, Comunidade São Francisco, Lar São Vicente de Paulo, Lar Frei Arnaldo e Recanto Tia Marlene.

Emerson destaca que na praça São Bento não existem moradores de rua. “No local, existem pessoas que moram em Votuporanga e que já passaram pelo Projeto. Essas pessoas têm família, porém, são influenciadas pelo álcool. Não tem ninguém em situação de risco no município”.

Para o prefeito Junior Marão, para assumir o cargo de Secretário de Direitos Humanos, deve-se “gostar de gente” e ser preocupado em colocar-se no lugar do cidadão. “O projeto faz com que o olhar de cada um fique mais humanizado à essas pessoas, através do Direitos Humanos, que se preocupa com o problema individualizado de cada um para buscar uma solução. O Emerson Pereira realiza um ótimo trabalho junto à sua equipe. O mais importante é que cada um resgata a dignidade”, disse.

De acordo com a lei 5.341, de 6 de novembro de 2013, este projeto destina 20% das vagas para portadores de necessidades especiais e 80% para moradores de rua e assemelhados. Os inscritos recebem um salário mínimo, mais uma cesta básica. A carga é de 8 horas diária (40 horas na semana e descanso aos finais de semana). Na maioria dos casos, os integrantes do programa Votuporanga em Ação 2 trabalham como serviços gerais em diversas secretarias da Prefeitura, além de entidades assistenciais credenciadas.

O contrato é por seis meses, podendo ser prorrogado por mais seis, desde que o inscrito esteja apto e colaborando com as funções a serem desempenhadas.Quem tiver interesse de integrar o projeto deve ter 18 anos, viver em situação de rua ou circunstâncias semelhantes que se enquadrem no projeto.

As inscrições podem ser feitas na Secretaria Municipal de Direitos Humanos. Os interessados devem portar os documentos pessoais (RG e CPF) e comprovante de residência. Em seguida, passam por entrevista e conforme a abertura de vagas, os inscritos são encaminhados.

Paola Munhoz/Votunews

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password