Neymar brilha, Brasil vence o México e fica perto da semifinal

Neymar precisou de apenas seis minutos a mais do que no último sábado, na vitória sobre o Japão. Aos nove minutos, marcou de perna esquerda o gol que deu a vitória ao Brasil contra o México, nesta quarta-feira, pela segunda rodada do Grupo A da Copa das Confederações. No fim, deu assistência a Jô após linda jogada: 2 a 0 no Castelão, em Fortaleza, que coloca o Brasil muito perto da semifinal. E que confirma Neymar como o grande jogador desta Seleção, em um de seus melhores – senão o melhor – jogo pela Amarelinha.

Antes da partida, Neymar disse que a onda de protestos pelo Brasil por melhorias nas condições de transporte, educação e saúde, e contra Copa das Confederações e Copa do Mundo, serviriam de incentivo para o jogo contra o México. Antes da partida, houve confronto entre manifestantes e policiais militares em Fortaleza, próximo ao Castelão. A Tropa de Choque foi acionada, bombas de gás lacrimogêneo e balas de borracha foram usadas e ativistas ficaram feridos. Para Neymar, tudo isso parece ter servido, mesmo, como inspiração.

E o gol do ex-santista, agora novo astro do Barcelona, foi parecido com o de sábado. Pegou de primeira bola tirada de cabeça por Rodríguez, após cruzamento de Daniel Alves. Da entrada da área, direto para o canto direito do gol do goleiro Corona. O camisa 10, que há anos era apontado como o futuro protagonista da Copa do Mundo de 2014, se destaca no presente, e já é o maior responsável pelas vitórias da Seleção Brasileira no atual torneio.

O técnico Luiz Felipe Scolari não mudou o time que jogou bem e ganhou do Japão por 3 a 0. No setor ofensivo, porém, não permitiu tantas variações e trocas de posições. Hulk ficou na ponta direita, Oscar, no centro, e Neymar dominou a ponta esquerda – lado que permitiu as maiores investidas da Seleção, apoiadas pelo lateral Marcelo e pela abertura de espaços de Oscar.

Pouco depois do gol, ainda no primeiro tempo, Neymar quase repetiu o momento de êxtase no Castelão. Recebeu ótimo lançamento longo de Fred, em contra-ataque, matou no peito e tirou de Mier, quase lhe aplicando um chapéu, e chutou forte de pé esquerdo. Bola que passou perto do gol de Corona.

O México até assustou. Pelas laterais, criou as melhores jogadas, que sempre passam pelos pés do meia Giovanni dos Santos. Nos cruzamentos para a área de Julio Cesar, porém, Thiago Silva e David Luiz resistiram e conseguiram tirar a grande maioria.

Neymar manteve o ótimo desempenho na segunda etapa. Com a bola nos pés, correu mais que os zagueiros mexicanos, que tiveram de persegui-lo nas investidas à grande área de Corona. Quando Hulk caiu pela ponta esquerda, foi para o meio para servir o camisa 19. Em tabela, deixou o forte atacante na cara do gol, mas a chance de ampliar foi desperdiçada. Para fora.

Quando o México chegou com mais perigo, o técnico Luiz Felipe Scolari fechou o meio de campo. Hernanes entrou no time, no lugar de Oscar, que jogou sem brilho no Castelão. Logo depois, Paulinho fez fila e tocou para Neymar, que parou nas mãos de Corona.

Lucas e Jô ainda entraram no fim do segundo tempo, nos lugares de Hulk e Fred, respectivamente. Em jogada pelo lado direito, o México assustou pela última vez. Mas só.

Nos acréscimos, Neymar ainda fechou a grande atuação. Após excelente jogada entre dois marcadores na ponta esquerda, achou Jô na área, que completou para o gol e marcou o segundo do Brasil.

Na partida, a arbitragem ainda anulou dois lances que originaram gols da Seleção Brasileira. O primeiro, bem marcado, aconteceu antes mesmo do gol. Impedido, Neymar achou Oscar na pequena área, que completou para o gol. No início do segundo tempo, em lance duvidoso, Thiago Silva marcou após cobrança de falta de Neymar.

Com a vitória, o Brasil chega a seis pontos no Grupo A. Se a Itália vencer o Japão ainda nesta quarta-feira, em jogo que começa às 19h, o Brasil estará com classificação garantida para a semifinal. A última partida da Seleção Brasileira acontece no sábado, às 16h, contra a Itália.

FICHA TÉCNICA
BRASIL 2 X 0 MÉXICO

Estádio: Arena Castelão, Fortaleza (CE)
Data/Hora: 19/6/2013 – 16h (de Brasília)
Árbitro: Howard Webb (ING)
Auxiliares: Michel Mullarkey (ING) e Darren Cann (ING)
Público: 71.527 torcedores
Cartões amarelos: Thiago Silva, Daniel Alves (BRA); Guardado, Herrera, Rodriguez(MEX)
Cartões vermelhos: –
Gols: Neymar, 9’/1ºT (1-0); Jô, 47’/2ºT (2-0)

BRASIL: Julio Cesar, Daniel Alves, Thiago Silva, David Luiz e Marcelo; Luiz Gustavo, Paulinho e Oscar (Hernanes – 16’/2ºT); Neymar, Hulk (Lucas – 32’/2ºT) e Fred (Jô – 37’/2ºT).

MÉXICO: Corona, Flores (Herrera – 12’/2ºT), Francisco Rodríguez, Héctor Moreno e Salcido; Torrado (Jimenez – 41’/2ºT), Mier, Torres (Barrera – 24’/2ºT) e Guardado; Giovani dos Santos e Chicharito Hernández.

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password