Um inspetor de alunos é suspeito de ameaçar com uma arma um jovem de 17 anos na porta de uma escola de Potirendaba. O caso que aconteceu na frente da Escola Municipal Maestro Antônio Amato foi registrado na Polícia Civil, na Guarda Municipal e no Conselho Tutelar.

Kely Marques é mãe do menino e conta que o jovem voltava do supermercado quando foi surpreendido pelo homem. “Ele aproveitou para passar na frente da escola para ver se minha filha já tinha saído. Aí ele falou que um senhor gritou ele e falou que o inspetor saiu de dentro da escola com a arma e que estava apontando pra ele”.

Questionado se o filho tem mau comportamento na rua a mãe fala que o jovem trabalha e que não faz nada de errado. “Isso é covardia, porque ele não enfrenta um do tamanho dele”, questiona Kely.

A mãe conta que vários outros alunos procuraram ela para relatar que também sofrem ameças dentro da instituição de ensino. Com apoio de outras mães, Kely diz que está recolhendo assinaturas para tirar o inspetor da escola.

Kely fala também que procurou a prefeitura e a coordenadoria de segurança do município para relatar o fato. Para a mãe, prefeitura e coordenadoria informaram que vão tomar as devidas providências.

Já a Polícia Civil de Potirendaba disse que aguarda o depoimento da mãe e que um Termo Circunstanciado será instaurado sobre o caso. Disse também que no dia da ameaça, equipes de investigação foram até a escola e conversaram com o inspetor que negou estar armado. A arma que o jovem alega ter sido ameaçado não foi encontrada.

“Eu trabalho como segurança e sei das consequências em apontar uma arma para uma pessoa”, finaliza a mãe.

Gazeta do Interior

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password