Publicado: qui, jan 16th, 2014

Polícia Civil prende suspeitos de latrocínio de irmãos

A Polícia Civil de Riolândia prendeu ontem três dos quatro suspeitos do duplo latrocínio acontecido no dia 20 de dezembro do ano passado, quando dois irmãos foram localizados mortos em um canavial de Riolândia. 
Os irmãos assassinados tinham 41 e 42 anos de idade. Eles eram vendedores de cama, mesa e banho e visitavam mensalmente a cidade de Riolândia e redondeza.  
De acordo com o delegado responsável pela investigação, Tiago Pereira, um dos autores do crime, W.A.B.P, é conterrâneo das vítimas, que residiam em Taquaral-SP. Sabendo que todo dia 20 os irmãos passavam pelas cidades recebendo de seus clientes, W.A.B.P passou a segui-los e convidou o irmão, W.J.B.P., que morava em Cardoso, para roubar os vendedores e assassiná-los caso algo desse errado.
No dia 19 de dezembro do ano passado, W.A.B.P foi para Cardoso se encontrar com seu irmão e também com W.H.V.R, que aceitou participar do crime também e se comprometeu a conseguir uma arma. Como W.H.V.R não encontrou um revólver, W.J.B.P. entrou em contato com M.F.S, conhecido como Burrinho, e pegou um revólver emprestado. 
No dia do crime, 20 de dezembro de 2013, W.A.B.P simulou estar com o carro quebrado na estrada e esperou a passagem das vítimas. Como os dois irmãos conheciam o homem que pedia socorro, pararam para ajudar. Foi quando W.A.B.P acionou W.J.B.P. e W.H.V.R pelo celular, que foram até o local e anunciaram o assalto. W.H.V.R efetuou disparos de arma de fogo, enquanto W.J.B.P. pegou um machado e golpeou uma das vítimas. W.A.B.P se apoderou do machado e golpeou os dois irmãos, que morreram no local, em um canavial. 
De acordo com o delegado, os três acusados pegaram a quantia de R$2.100,00 que estavam com as vítimas e levaram para a casa de Burrinho, onde dividiram o dinheiro e devolveram a arma emprestada. A polícia encontrou na residência a bolsa de couro onde os irmãos de Taquaral guardavam o lucro das vendas.
Apenas W.A.B.P segue foragido, mas a polícia pretende encontrá-lo nas próximas horas. Os outros três estão presos na Cadeia de Votuporanga.
Para o esclarecimento do caso, o delegado Tiago Pereira, contou que, “de imediato, uma equipe foi até Taquaral em busca de informações e ficou sabendo que um dos autores visitou constantemente uma das vítimas”, disse.
O delegado Osny Marchi, da Delegacia Seccional de Votuporanga, elogiou o trabalho da equipe da Polícia Civil de Riolândia, que não se desligou um dia sequer do caso durante o final do ano até que a situação fosse desvendada.
Os quatro podem ser indiciados por duplo latrocínio e associação criminosa. Somente pela morte dos dois irmãos, podem pegar até 50 anos de prisão cada um deles. Leidiane Sabino

leidiane@acidadevotuporanga.com.br






Warning: file_put_contents(/home/votunews/www/wp-content/uploads/cached/15415ebad4f4470416e4e0a2ee376d5323904087.cache) [function.file-put-contents]: failed to open stream: Permission denied in /home/votunews/www/wp-content/plugins/bodi0s-easy-cache/bodi0-easy-cache-end.php on line 87