Publicado: sáb, jul 14th, 2018

PRF alerta para Fake News em redes sociais

A Polícia Rodoviária Federal alerta a todos os motoristas que a mensagem que circula em redes sociais falando sobre o uso de drones na fiscalização das vias é falsa.

A mensagem diz que a “Polícia Rodoviária Federal deu início ao monitoramento de rodovias com o uso de drones. As rodovias que já encontram-se sob monitoramento são as BRs 116, 101, 381, 324, 040, 153, 407. Tenha atenção nas estradas, respeite as sinalizações, mantenha os faróis ligados, use o cinto de segurança e não fale ao celular enquanto dirigir”, termina com um pedido de compartilhamento.

De acordo com o inspetor da PRF, Flávio Catarucci, o uso de drones ainda está em fase de regulamentação. “A Polícia Rodoviária Federal não faz aplicação de multas, na nossa região, através de drones. Nós temos aparelhos que foram doados, para as delegacias do Estado de São Paulo, pela Receita Federal. No entanto, está sendo construído um protocolo de trabalho para a utilização destes equipamentos”, explicou Catarucci.

“Como depende de regulamentação da ANAC e de treinamento e capacitação dos servidores, a construção do manual, que irá possibilitar a aplicação de multas, está sendo feita com muitos critérios. Nós não temos perspectivas de quando será feito o trabalho de fiscalização com drones. Não temos prazos, nem expectativas, pois tudo está em fase de testes”, completou o inspetor.

Catarucci alerta ainda que as dicas que acompanham a mensagem são obrigações de todos os condutores. “É importante deixar bem claro que, mesmo que não esteja havendo fiscalização com drones, o motorista deve adotar estas posturas defensivas para não se envolver em acidentes e causar transtornos”, disse.

“Aqui na nossa região a BR 153 está passando por obras e os acidentes provocados por falta de atenção, por dirigir e manusear o celular e por deixar de guardar a distância de segurança são condutas responsáveis por causar acidentes e transtornos. O motorista tem que se comportar no trânsito, não porque está sendo fiscalizado, mas porque é obrigação dele contribuir para evitar a ocorrência de acidentes”, completou Catarucci.

 

DHoje Interior