Publicado: qua, jul 4th, 2018

Votuporanga é destaque em Índice de Governança Municipal

Votuporanga ficou em segundo lugar na região de Rio Preto; o indicador registra a eficiência e a eficácia da gestão das cidades brasileiras.

Apesar das dificuldades econômicas enfrentadas pela maioria das cidades brasileiras, Votuporanga tem conseguido driblar a crise e ganhar destaque nacional em gestão pública. Isso é o que mostra o Índice de Governança Municipal (IGM) referente a estudos feitos junto a 4 mil municípios brasileiros e divulgados em junho de 2018.

Com base em dados coletados em 2017 e anos anteriores, Votuporanga foi considerada a segunda cidade mais bem administrada da região de São José do Rio Preto e a 19º no Estado de São Paulo. Na classificação nacional, ficou na 73ª posição. A cidade subiu no ranking em relação a 2016 quando ficou em 25º no Estado e em 100º no Brasil.

Realizado pelo Conselho Federal de Administração (CFA), por meio da Câmara de Gestão Pública (CGP), o IGM avalia os municípios brasileiros com base nas análises de gestão, finanças e desempenho.

“Costumamos dizer que aqui em Votuporanga o Brasil vai bem e esse Índice nos mostra isso. Atribuímos esse resultado a um trabalho sério que consiste em boa gestão dos recursos, economia do dinheiro público e eficiência na aplicação. Enfrentamos os desafios dia a dia, olhando sempre as prioridades e demandas da população”, conta o Prefeito João Dado.

Tendo como nota máxima 1.000, a média Brasil foi de 0,520, sendo finanças com 0,420; gestão 0,540 e desempenho 0,590. Votuporanga obteve média geral de 0,661, sendo finanças com 0,489; gestão com 0,708; e desempenho com 0.786.

No quesito Desempenho, Votuporanga se destaca com baixos índices de Violência, obtendo alta nota de qualidade, 0.940; vulnerabilidade (pessoas em risco social) obteve 0.930; e qualidade habitacional (saneamento, coleta de lixo, energia elétrica) 0.970. Em informatização, atingimos a nota máxima de 1.000; em transparência ficamos com 0.710; número de comissionados nota 1.000. Em educação, nossa nota foi de 0.810; em mortalidade infantil 0.890 e em IDHM 0.830. “O índice de Saneamento nos deixou muito felizes porque atesta o competente trabalho feito pela Saev Ambiental nessa área. Temos hoje 100% de coleta e tratamento do esgoto no município e, muito em breve, pretendemos construir a ETE da Vila Carvalho, atendendo a essa reivindicação antiga daqueles moradores”, destaca o Prefeito.

Entre os 100 municípios brasileiros com melhores índices de avaliação, São José do Rio Preto foi o único que se mantém a frente de Votuporanga ocupando o 40º lugar com 0,675. Ao final da avaliação, foram geradas notas para 2.431 municípios.

O IGM está na sua segunda edição. Foi divulgado pela primeira vez em 2016 e usa como base estudos já consolidados no mercado como PNUD, IBGE, o Índice Firjan de Desenvolvimento Municipal, IEGM (Índice de Efetividade da Gestão Municipal), IDH (Índice de Desenvolvimento Humano). O indicador condensa a informação de diversas variáveis como educação, saúde, gestão, gestão fiscal, gestão ambiental, transparência e accontability, efetividade, informatização, planejamento urbano, articulação institucional, recursos humanos, habitação, vulnerabilidade social, e IDHM (Índice de Desenvolvimento Humano Municipal).

O interesse do índice é a aplicação desses dados em prol ao desenvolvimento positivo da governança municipal. Tem o objetivo de mostrar o quanto um município está sendo eficaz na aplicação de recursos dentro da saúde, educação ou de outros aspectos importantes para a sociedade, sendo um insumo indispensável para os prefeitos na elaboração de políticas públicas.