Publicado: sex, abr 13th, 2018

Secretaria da Saúde intensifica atualização da vacina contra o sarampo

Alerta expedido pela Secretaria de Estado da Saúde é para o risco de importação e reintrodução do vírus em território paulista, devido ao aumento de casos no norte do país.

A Secretaria da Saúde de Votuporanga, por meio do Setor de Imunização, reforça a recomendação para que a população mantenha a carteira de vacinas atualizada, sobretudo contra o sarampo. A prevenção à doença é disponibilizada por meio da vacina tríplice viral, que também protege contra a caxumba e a rubéola.

Em nota oficial expedida pela Secretaria de Estado da Saúde aos municípios, o alerta é para o risco de importação e reintrodução do vírus em território paulista, já que há registros de surtos no norte do Brasil, bem como em todos os continentes, gerando um alerta à população, por conta da realização da Copa do Mundo, em junho, na Rússia. Em Votuporanga, nenhum caso suspeito da doença foi relacionado neste ano.

 

No norte do país, a situação já preocupa. Só em 2018, foram registrados 44 casos de sarampo nos estados de Roraima e Amazonas, sendo que dois deles evoluíram à óbito. Outros 210 casos estão sob investigação.

 

Os últimos casos da doença no Estado de São Paulo foram confirmados em 2015, quando duas pessoas foram diagnosticadas com o sarampo.

 

O sarampo é uma doença grave, altamente transmissível, podendo gerar sérias complicações, potencialmente fatais, como a pneumonia e a encefalite. Por isso, a enfermeira responsável pelo Setor de Imunização, Danieli Fortilli, destaca a necessidade de manter em dia a vacina, tanto entre o público infantil quanto adulto. “O atual esquema de duas doses da vacina tríplice viral é administrado em pessoas com um ano de vida até os 29 anos. Para a faixa etária de 30 a 49 anos, a dose da vacina é única. Vale destacar que no Brasil, a prevalência de casos da doença contempla o público não vacinado”.

Quem ainda não tomou a vacina deve procurar a unidade de saúde. “As pessoas que ainda não tomaram a vacina ou têm dúvida sobre a imunização devem se dirigir ir até a unidade, munidas da caderneta de vacinas. Assim, o profissional de saúde terá condições de avaliar a necessidade da vacina e o número de doses”, explica a enfermeira responsável pelo setor.

A atualização da vacina contra o sarampo será intensificada em todas as unidades de saúde do município, durante a Campanha Nacional de Vacinação Contra a Gripe, prevista para ser iniciada no dia 23 de abril. “A vacina contra o sarampo é a medida de prevenção mais eficaz”, ressalta Danieli.

 

Sintomas do Sarampo

Os principais sintomas do sarampo são: febre com erupções na pele, acompanhadas por tosse, coriza e/ou conjuntivite. Ao apresentar esses sintomas, o paciente deve evitar o contato com outras pessoas e procurar imediatamente a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) ou a Unidade de Saúde a que pertence.

 

Medidas de Prevenção

• Cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir;

• Lavar as mãos com frequência com água e sabão ou utilizar álcool em gel;

• Não compartilhar copos, talheres e alimentos;

• Procurar não levar as mãos à boca ou aos olhos;

• Sempre que possível, evitar aglomerações ou locais pouco arejados;

• Manter os ambientes frequentados sempre limpos e ventilados;

• Evitar contato próximo com pessoas doentes;

• Tomar a vacina tríplice viral, que protege contra o sarampo, caxumba e rubéola.

 

Mais informações no setor de Imunização da Secretaria da Saúde, pelo (17) 3405-9787.