Publicado: sex, dez 22nd, 2017

Grupo Cúmplices entrega panetones e bolas na Santa Casa

Aproximadamente 20 voluntários fizeram o Hospital ainda mais acolhedor neste fim de ano

Na quinta-feira à noite (21/12), a Santa Casa de Votuporanga ficou repleta de amor. Em cada ala, o espírito de Natal estava presente, transformando o ambiente e gerando esperança em um futuro melhor. Aproximadamente 20 voluntários do grupo Cúmplices fizeram o Hospital ainda mais acolhedor neste fim de ano.
Acompanhado do cantor Joab, a equipe distribuiu panetones e bolas para os pacientes internados. Embalados por músicas natalinas, eles se dedicaram ao próximo, com muita solidariedade e amor.
Osmar Borges de Andrade (Tatão) ficou com a missão de se transformar em Papai Noel. Feliz pelo papel, Tatão foi o verdadeiro Bom Velhinho na Santa Casa, presenteando crianças, jovens, adultos e idosos com muitos sorrisos.  “Eu estou muito emocionado. Ser o Papai Noel é uma grande responsabilidade, pois a imagem representa o amor e o afeto. É preciso carisma para receber e tocar no coração de nossas crianças”, contou.
Carisma, afeto e amor não faltaram para o Papai Noel, que não estava sozinho nesta tarefa. Sua filha, Laura Reinoldes Andrade, tem 11 anos e já sabe a importância da solidariedade. “Ela sempre me acompanha. Oferecemos café da manhã às quintas-feiras no Ambulatório Médico de Especialidades (AME) de Votuporanga para os pacientes e Laura acorda às 5h para ajudar, antes de ir até a escola”, disse.
Na quinta-feira, Laura era a ajudante do Papai Noel. “Eu acho muito legal entregar os alimentos. Mas neste ano, foi diferente. Meu pai tinha o sonho de se vestir do Bom Velhinho e eu decidi ajudar, me vestindo também”, afirmou.
Foram 150 panetones doados, além de 80 bolas. “Esta é a terceira ação que entregamos presentes nas alas. Começamos com a Páscoa no ano passado e agora estamos encerrando este ano com o Natal. Arrecadamos dinheiro nosso e de nossos amigos e família para promover esta iniciativa”, contou Maria de Fátima Billalba Carvalho.
Marisa Reinoldes Andrade e Renata Amorim são integrantes do grupo, que sabe a importância da solidariedade. “Nos reunimos há 17 anos, trabalhamos juntos na escola Esmeralda e começamos com iniciativas de cidadania dentro da unidade. Há três anos, desenvolvemos atividades para a comunidade”, contaram.
E no meio da distribuição, surgiu um pedido inusitado: toca Tião Carreiro. Pedido prontamente atendido pelo cantor. “Nosso coração se alegra com esta visita. Estou aqui com problema de rim, mas me senti feliz. Que Deus abençoe com muita alegria, saúde e felicidade”, afirmou o paciente Jerônimo da Silva.
O provedor da Santa Casa, Luiz Fernando Góes Liévana, destacou a importância das ações. “Entendemos o quanto que é fundamental a humanização de diversas áreas do Hospital e, por isso, apoiamos estas iniciativas. Sentimos os benefícios destes projetos, para colaboradores que se sentem motivados, mas especialmente para os pacientes que estão em leito da Instituição e são confortados, tendo recuperação melhor após estas demonstrações de afeto e amor. Com este exemplo, desejamos um Feliz Natal a todos, que fazem da nossa Instituição cada vez melhor ”, finalizou.