Publicado: qui, dez 7th, 2017

SESI de Votuporanga promove projeto de Esportes Radicais e SESI Idoso!

Dentre os esportes realizados, os alunos tiveram: Slackline, Parkour, Skate, Ginástica Acrobática e Patins. Além disso, professor e alunos verificaram a real situação dos idosos no Brasil e sentiram a necessidade de fazer um pouco a mais pelos queridos “velhinhos”.

Na escola SESI de Votuporanga, sob a coordenação do professor Denis Thyago de Oliveira, os alunos desenvolvem um projeto de Esportes Radicais junto as aulas de Educação Física, nos meses de outubro, novembro e dezembro. Segundo o professor, este projeto proporciona o conhecimento de um mundo, até então, pouco explorado e vivenciado em escolas brasileiras.

“Os esportes radicais são essenciais na aprendizagem dos alunos, pois desenvolvem habilidades pouco trabalhadas em outros esportes, tais como: autocontrole, concentração equilíbrio, e habilidades motoras específicas”, contou.

De acordo com Denis, de início, foi contextualizada e debatida a história destes esportes, procurando vivenciar e explorar estas atividades, a fim de que sentir na pele a adrenalina e prazeres que estes esportes podem proporcionar. Dentre os esportes realizados, os alunos tiveram: Slackline, Parkour, Skate, Ginástica Acrobática e Patins.

Além disso, como encerramento foi realizado o II Passeio Ciclístico do SESI VOTU. “Ao final, avaliamos nosso projeto e chegamos a conclusão de que o mesmo é imprescindível na aprendizagem dos alunos, contribuindo assim, na formação de alunos criativos, autônomos, propagadores de conhecimentos, e formadores de opiniões”, disse.

SESI Idoso

Neste ano de 2017, sob o comando do professor, os alunos também promoveram um projeto junto as aulas de Educação Física chamado SESI ❤ IDOSO, aliando o esporte aos valores, tais como os de solidariedade e amor ao próximo.

O projeto teve início em janeiro e se estendeu até novembro. Porém, em setembro, os alunos aliaram o SESI ❤ IDOSO com o JES (Jogos Estudantis do SESI), no qual cada sala representou um estado brasileiro nas competições esportivas, e com a interdisciplinaridade conheceram novas culturas, histórias, particularidades e curiosidades destes Estados.

Segundo Denis, o projeto surgiu após verificarem que no Brasil os idosos são muitas vezes esquecidos em lares ou ficam às mínguas diante de uma sociedade individualista e um governo omisso. Devido a isso, o professor e seus alunos sentiram a necessidade de fazer um pouco pelos queridos “velhinhos”.

“O projeto visou vários objetivos, dentre eles: doações de utensílios, alimentos, roupas, sapatos, produtos de limpeza, visitas aos lares, e demais ações a fim de tornar a vida de nossos idosos e, consequentemente, a nossa mais feliz. Enfim, conscientizar a população com relação a importância de se respeitar e proporcionar uma vida digna a nossos idosos, fazendo de nossos alunos propagadores de informações e conhecimentos, e formadores de opiniões”, concluiu. Confira as fotos!