Publicado: ter, nov 14th, 2017

Alunos indisciplinados terão que prestar serviço comunitário

Os cinco são alunos da Escola Estadual Alzira Valle Rolemberg. Um deles estava em internação provisória por ter ameaçado um professor anteriormente

 

Cinco dos alunos da Escola Estadual Alzira Valle Rolemberg, de Rio Preto, terão de prestar serviços comunitários. A decisão foi tomada pelo juiz Evandro Pelarin, da vara da Infância e Juventude, nesta terça-feira, 7. Eles foram acusados de danificar patrimônio público, desacatar funcionários e professores, cometer lesão corporal e praticar ameaças.

Esses menores fazem parte do grupo de dez alunos cujas fichas de indisciplinas dentro da unidade, que fica no Dom Lafaiete, zona norte de Rio Preto, haviam sido encaminhadas à Justiça. Depois da análise do magistrado, a promotora Renata Sanches leu cada uma e pinçou os casos que podiam ser comprovados.

Seis dos estudantes foram levados para prestar depoimento no Fórum em setembro, como mostrou o Diário na época. Desses, um confessou que havia agredido um colega. Por não ter antecedentes na Justiça, seu processo encerrado. Um segundo, que já tinha histórico de ameaça a professor e cuja ficha disciplinar na escola tinha mais de 50 ocorrências, foi encaminhado para internação provisória na Fundação Casa.

Este e outros quatro responderam processo por dano ao patrimônio público, desacato a funcionários e professores, lesão corporal e ameaça.

Nesta terça-feira, 7, foi determinado que este menor seja colocado em liberdade assistida e, como os outros, preste serviços comunitários. O tempo varia de três a seis meses, conforme o desempenho deles.

O Centro de Referência Especializado da Assistência Social (Creas) é o órgão que determina quais serão os serviços que os estudantes terão que desenvolver.

Millena Grigoleti - diarioweb.com.br