Publicado: seg, nov 13th, 2017

Suspeito de causar o acidente no ramal de acesso de Valentim Gentil foi ouvido e liberado pelo delegado

Acidente tirou a vida da jovem de 23 anos, Amanda Carine. Acompanhado de seu advogado, Dr. Juliano Severiano Borges, o motorista negou as acusações e foi liberado, após submeter-se a exame clínico. Laudo médico não aponta sinais de embriaguez.

O motorista do veículo Chevrolet/Vectra, suspeito de causar o acidente que matou a jovem Amanda Carine e deixou outra ferida, foi ouvido pelo delegado Dr. Marcos Koji Yoshizaki, na madrugada desta segunda-feira (13).

Acompanhado de seu advogado, Dr. Juliano Severiano Borges, o motorista negou as acusações e foi liberado, após submeter-se a exame clínico.

De acordo com o laudo médico, o suspeito não apresentava sinais de embriaguez.

 

O caso

Amanda Carine, de 23 anos de idade, morreu vítima de um trágico acidente no ramal de acesso que liga a rodovia Euclides da Cunha à Valentim Gentil.

Ela e uma amiga estavam em uma motocicleta Honda/Biz, pelo ramal de acesso sentido à Valentim Gentil, quando foram atingidas violentamente por um veículo da marca Chevrolet/Vectra.

A jovem vítima fatal residia em Meridiano. A outra vítima foi socorrida pelo resgate do Corpo de Bombeiros e levada a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) de Votuporanga.