Publicado: qua, out 11th, 2017

Hery afirma que o profissional de educação tem o dever de comunicar qualquer tipo de maus tratos e lesão corporal

O vereador comentou sobre a cena bárbara de violência dentro de uma sala de aula de uma escola pública de Votuporanga, ocorrida recentemente. De acordo com ele, as famílias só tomaram conhecimento da agressão por meio da divulgação do vídeo em redes sociais.

Um vídeo enviado ao vereador Hery Kattwinkel e divulgado com exclusividade pela reportagem do Votunews mostra uma cena bárbara de violência dentro da sala de aula de uma escola pública estadual de Votuporanga, ocorrida recentemente. As imagens mostram um aluno da Escola Estadual “Cícero Barbosa Lima Junior”, conhecido como 3º Ginásio, agredindo covardemente outro colega de sala. O aluno dá um violento chute na cabeça do colega e ainda desfere um murro, também na cabeça. O vídeo ainda mostra a professora totalmente estarrecida e tentando ajudar o aluno agredido.

Diante deste polêmico caso, o vereador Dr. Hery Kattwinkel afirmou que o profissional de educação tem o dever de comunicar qualquer tipo de maus tratos e lesão corporal. Durante a 36ª Sessão Ordinária da Câmara Municipal de Votuporanga realizada na última segunda-feira (9), o vereador disse que a direção da escola informou que todas as medidas disciplinares foram tomadas urgentemente. Mas que o fato não foi comunicado às famílias, que só tomaram conhecimento da agressão por meio da divulgação do vídeo em redes sociais.

“Este menino agressor deveria estar estudando ao invés de mostrar a sua masculinidade. O Conselho Tutelar também não foi comunicado e não registraram boletim de ocorrência. Precisamos comunicar as autoridades quando tomamos conhecimento de agressões covardes como essa”, disse. O vereador Hery também chegou a encaminhar um ofício ao promotor de Justiça, José Vieira da Costa Neto, pedindo providências. Dr. Hery comentou que foi questionado pela Diretoria de Ensino, através de uma repórter da cidade, que a função do edil não é de investigar uma instituição de ensino. “Esta é uma função de toda a população, não somente minha.”, afirmou.

Ao concluir o seu discurso, Dr. Hery aproveitou para comentar também que é contra a Ideologia de Gênero, discutida no pronunciamento do vereador Chandelly. “Vi na internet uma jovem de 18 anos questionando o Deputado Jair Bolsonaro que isto era natural. Para mim, natural é aquilo que ensina os livros de biologia: a preservação da espécie, que é a reprodução. Respeito as opções sexuais, todavia, ensinar as crianças não é razoável”, concluiu.