Publicado: qua, mai 17th, 2017

Campanha de Vacina Contra Gripe amplia público-alvo

Policiais, bombeiros e funcionários do Poupatempo, dos Correios, Defesa Civil e da área da educação passam integrar nova etapa da campanha

A Campanha Nacional de Vacinação Contra a Gripe foi ampliada em todo estado de São Paulo e está contemplando novos grupos prioritários. Nesta etapa, a Secretaria Municipal da Saúde deve vacinar policiais militares e civis, bombeiros; funcionários do Poupatempo, dos Correios, Defesa Civil e da área da educação – diretores, inspetores, dentre outros.

As unidades de saúde e policlínica de Votuporanga estarão abertas de segunda a sexta-feira, das 7h às 17h para a vacinação do novo público.

 

A vacina ofertada nesta campanha é trivalente, com proteção contra os vírus H1N1, H3N2 e Influenza B (gripe comum). Em 2017, o município registra um caso de H3N2 e não nenhum de H1N1.

 

A campanha que teve início em meados de abril, num primeiro momento, disponibilizou as doses para profissionais da saúde, pessoas com 60 anos ou mais, gestantes, puérperas (mulheres que deram à luz a menos de 45 dias), para crianças de 6 meses a 5 anos de idade, professores e pessoas com doenças crônicas. Neste período 11.482 pessoas foram vacinadas, o que corresponde a uma cobertura de 49,6%, do total de 90% da meta a ser atingida.  No dia D  de intensificação da Campanha realizado no último sábado (13/5) cerca de 1 mil pessoas receberam as doses.  A campanha segue até o dia 26 de maio.

 

Sintomas

Os sinais e sintomas da gripe H1N1 são parecidos com os da gripe comum, mas podem ser mais graves e costumam incluir algumas complicações, como febre alta, tosse, dor de cabeça, dores musculares, falta de ar, espirros, dor na garganta, fraqueza, coriza e congestão nasal.

 

Medidas de prevenção 

 

  • Tomar os cuidados gerais de higiene pessoal;
  • Lavar frequentemente as mãos com bastante água e sabão;
  • Fazer uso do álcool gel;
  • Usar lenços descartáveis para cobrir a boca e nariz ao tossir ou espirrar;
  • Evitar aglomerações e o contato com pessoas doentes;
  • Não levar as mãos aos olhos, boca ou nariz depois de ter tocado em superfícies ou objetos de uso coletivo, como maçanetas, telefones, entre outros
  • Não compartilhar copos, talheres ou objetos de uso pessoal;
  • Procurar assistência médica se surgirem sintomas compatíveis com os da infecção pelo vírus da influenza tipo A.

 

As pessoas que estiverem com a suspeita da doença devem fazer uso da máscara respiratória para interromper o ciclo de transmissão do vírus.