Publicado: qui, abr 20th, 2017

Santa Casa de Votuporanga aguarda repasses do Estado


Hospital possui contrato com a Secretaria do Estado de Saúde para programa “Santas Casas Sustentáveis”; três meses do ano passado estão em aberto
A Santa Casa de Votuporanga aguarda repasses do Estado de São Paulo, com o objetivo de reforçar a importância do aporte financeiro mensal do programa “Santas Casas Sustentáveis” para o Hospital. 

Em 2014, a Instituição se tornou Hospital Estruturante e elevou sua área de atuação de 17 para 53 cidades da região, aumentando o número de atendimentos como uma contrapartida para receber um recurso mensal, que na época, era de R$ 828 mil.
No ano passado, o contrato foi assinado no dia 23 de junho, com publicação no Diário Oficial após dois dias. Diante do cenário de crise, três meses ficaram em aberto somando R$ 2.802.000,00. 
O Hospital busca junto ao Estado receber as verbas que estão pendentes e que são necessárias para o custeio dos atendimentos já prestados à população.
O atual convênio entre a Santa Casa de Votuporanga e a Secretaria Estadual de Saúde vigente foi publicado no dia sete de janeiro de 2017 no valor de R$ R$33.634.808,00 milhões e estabelece metas físicas e de qualidade, que devem ser cumpridas rigorosamente, onde constantemente a entidade é avaliada.
O provedor da Santa Casa, Luiz Fernando Góes Liévana, ressalta a importância do convênio entre a Instituição e Secretaria Estadual de Saúde, que classificou o Hospital como Estruturante. “O recurso é fundamental para custear os atendimentos aos pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS). Diante do cenário financeiro, passamos a atrasar os pagamentos de médicos e fornecedores para não suspender serviços. Vale destacar que não usamos a verba do programa para pagamento de pessoal, visto que o contrato não permite. Estamos buscando soluções junto ao Estado para continuar a atender a população de Votuporanga e região com profissionalismo, qualidade e humanização”, finalizou.