Publicado: ter, mar 28th, 2017

Samsung anuncia que vai voltar a vender Galaxy Note 7

A fabricante sul-coreana Samsung anunciou nesta segunda-feira, 17, que planeja vender uma versão remanufaturada do polêmico smartphone Galaxy Note 7. Lançado em agosto de 2016, o aparelho passou por dois recalls e, em seguida, foi descontinuado pela Samsung por problemas na bateria. Por um problema no design, a bateria do produto chegou a explodir em alguns casos, causando acidentes durante as poucas semanas em que o celular estava à venda.

De acordo com a Samsung, ainda não foram determinados os mercados que irão receber o produto remanufaturado, nem quando a nova versão chegará às lojas novamente. Tal decisão só deverá ser tomada quando a fabricante entrar em um acordo com autoridades e operadoras locais. A empresa ressaltou “que o aparelho não foi comercializado no Brasil”.

“As subsidiárias que comercializaram o Galaxy Note 7 estão trabalhando com organizações ambientais e órgãos regulatórios relevantes para garantir uma estratégia eficaz para os dispositivos Galaxy Note 7, cumprindo com as exigências regulamentares locais”, disse a empresa, por meio de nota.

Após o Galaxy Note 7 ser descontinuado, a Samsung havia dito que descartaria os dispositivos afetados. No entanto, a companhia mudou de opinião após protestos de ativistas ambientais no Mobile World Congress (MWC), evento de smartphones realizado em Barcelona, na Espanha, em fevereiro. Segundo eles, um descarte desse porte poderia causar muitos danos ao meio ambiente.

A Samsung, porém não informou de que maneira pretende reaproveitar os componentes do Galaxy Note 7. Analistas indicam, no entanto, que a fabricante deve usar a carcaça e os componentes internos do aparelho, trocando apenas a bateria – que foi a causa das explosões. A versão remanufaturada deve ganhar uma bateria menor e fabricada por outro fornecedor.