Publicado: sex, out 28th, 2016

Quadrinistas e banda paulistana são destaques no último dia do FLIV

Cinema, quadrinhos e literatura são temas de bate-papo; show do grupo Funk Como Le Gusta encerra o festival, às 21h

Depois de mais de uma semana de intensa programação cultural gratuita e aberta a todos os públicos, a 6ª edição do FLIV – Festival Literário de Votuporanga chega ao final neste sábado (29/10), no Parque da Cultura.

Um dos destaques do último dia é o show da banda Funk Como Le Gusta, às 21 horas, no palco principal. Formado por músicos e produtores influentes na cena musical paulistana, o grupo foi criado no final da década de 1990 e aposta na união de ritmos como o samba, o jazz e a música latina.

Pouco antes, às 20 horas, os escritores Lourenço Mutarelli, Fábio Moon e Gabriel Bá recebem o público no auditório externo do Centro de Informações Culturais e Turísticas “Marão Abdo Alfagali” para discutir quadrinhos, literatura e cinema.

Bate-papo com escritores

Três grandes criadores de histórias em quadrinhos no Brasil, Lourenço Mutarelli, Fábio Moon e Gabriel Bá conversam com o público a respeito de temas como as relações entre ilustração e literatura, processo criativo, adaptação de grandes obras e cinema.

Lourenço Mutarelli é escritor, ilustrador, quadrinista e ator. É autor de novelas gráficas, contos e romances, como “Diomedes”, “O Cheiro do Ralo”, “O Grifo de Abdera” e “Sketchbooks”, entre outros títulos.

Os irmãos Fábio Moon e Gabriel Bá ganharam, em 2016, o prêmio Harvey Awards, nos Estados Unidos, pela adaptação para quadrinhos do romance “Dois Irmãos”, de Milton Hatoum. Os dois também são autores de “Daytripper” e da série “10 pãezinhos”.

Funk Como Le Gusta

Às 21h, logo após o bate-papo com os autores, a banda Funk Como Le Gusta marca o encerramento do festival com um show no palco principal do Parque da Cultura. Com quatro discos gravados, “Roda de Funk” (1999), “FCLG” (2004), “A Cura Pelo Som” (2011) e “A Nave Mãe Segue Viagem” (2015), o Funk Como Le Gusta adquiriu sucesso e respeito da crítica e do público, apresentando o que há de mais moderno e autêntico na atualidade e consolidando seu nome no cenário da música brasileira contemporânea.

Escritora do Senac fala sobre liderança

Além do show do grupo Funk Como Le Gusta e do bate-papo com Lourenço Mutarelli e os irmãos Fábio Moon e Gabriel Bá, o FLIV também recebe, neste sábado (29/10), às 11h, uma palestra com a escritora Lucila Mara SbranaSciotti, autora do livro “Horizontes para Liderança”. Lucila é Superintendente de Operações no Senac e tem experiência na área de Educação, com ênfase em Gestão Educacional, atuando principalmente nos seguintes temas: ética, prática pedagógica, aprendizagem, ambientes colaborativos educação do futuro e gestão.

JAM do Asfalto – Danças Urbanas

Às 12h e às 14h30, TickoBboy e os DJs William Teotônio e Danilo Bourog promovem uma festa de danças urbanas, que conta com dançarinos proporcionando uma dança convidativa, da qual qualquer pessoa pode fazer parte. Ao som das músicas tocadas pelos DJs, há a interação dos artistas com o público, além de uma batalha de danças urbanas.

Espetáculo Escambo – Cia. 2 Atos

Às 13h30, no Galpão FLIV, a Cia. 2 Atos, de Votuporanga, se apresenta com o espetáculo “Escambo”. A peça retrata, com linguagem do palhaço, a briga pelo espaço, seja ele físico, ideológico ou artístico. Depois de uma intensa disputa, os protagonistas da peça aprendem que é possível dividir e compartilhar e que, finalmente, a união faz a força.

Workshop de Dança Contemporânea

Às 14h, o Centro de Convenções “Jornalista Nelson Camargo” recebe um workshop de dança contemporânea. A atividade, voltada para dançarinos a partir de 14 anos de idade, será ministrada por Mônica Nascimento, integrante da Federação da Dança, da cidade de Salvador (BA). Durante o workshop, Mônica dividirá sua experiência em processos de criação na dança contemporânea, por meio de jogos e improvisações. A atração conta com 20 vagas disponíveis. As inscrições são gratuitas e devem ser feitas no local, com uma hora de antecedência.

Votuporanguense lança livro

Às 15h, no Espaço do Escritor do Galpão Livrarias, a autora votuporanguense Fabíola Rodrigues aborda o tema “Memórias de Viajante: o lugar do afeto na escrita poética”, num bate-papo mediado pelo jornalista Harlen Félix. Socióloga, mestre e doutora em Demografia, Fabíola atua na gestão pública do patrimônio cultural em Campinas (SP).

Às 16h, a autora também lança o livro “Cartas náuticas das desimportâncias”, publicado pela editora 7Letras. O título marca a estreia de uma poetisa de estilo único, que sabe aliar uma extrema riqueza de vocabulários e de recursos linguísticos (metáforas, aliterações, etc.) a um texto que conversa com o leitor como se este fosse um velho amigo.

Oficina de Circo – Troupe Luz da Lua

Também às 16h, a Troupe Luz da Lua promove uma oficina de circo, no Parque da Cultura. Formada em 2005, em Foz do Iguaçu (PR), A trupe integra a programação dos maiores festivais de circo do Brasil. Para divulgar a arte circense, a trupe já se apresentou em programas de televisão, entre eles o “Domingão do Faustão”, da TV Globo, no quadro “Se Vira nos 30”.

Bate-papo “Narrativas Feministas”

Às 18h30, o Cinema Cultural do Centro de Informações Culturais e Turísticas sedia o bate-papo “Narrativas Feministas”, promovido pela Rede Panapanã de Mulheres do Noroeste Paulista. A conversa tem como convidada a ativista e ex-presa política Amelinha Teles. A mediação é de Angelita Toledo e Terezinha Gonzaga, idealizadoras da Rede Panapanã.

Espetáculo “Olhar com Olhos Virgens”

Às 20h, no Centro de Convenções “Jornalista Nelson Camargo”, a Federação da Dança, de Salvador (BA), apresenta o espetáculo “Olhar com Olhos Virgens”, vencedor do Prêmio Funarte Klauss Vianna 2013. A apresentação trata também da beleza do envelhecimento, mais que isso, da poesia de envelhecer dançando, do enrugar-se sob as luzes do palco, frente à grande vitrine chamada plateia. Viver, sentir o peso da idade e ainda assim deslumbrar-se com o mundo como se fosse a primeira vez (daí os “olhos virgens”) é o estopim da montagem da Federação da Dança.