Publicado: qui, jun 23rd, 2016

Xbox One S: Veja todos os detalhes sobre o novo videogame da Microsoft

Modelo é compacto, fica em pé e tem opções de HD interno de até 2 TB.

Xbox One S sai nos EUA em agosto; preço para o Brasil não foi anunciado.

Project Scorpio será o próximo grande passo tecnológico para os videogames Xbox. Mas antes dele chegar no final de 2017, a Microsoft irá lançar um modelo compacto do seu console, o Xbox One S, que é 40% menor que a versão original, substitui a cor preta pela branca e pode ser instalado em pé. Veja os detalhes:

Preço e data
O Xbox One S será lançado em agosto nos Estados Unidos e virá com três opções de HD interno: 500 GB (US$ 300), 1 TB (US$ 350) e 2 TB (US$ 400). A Microsoft não anunciou preço ou data de lançamento do aparelho para o Brasil.

 

 

Xbox One S também virá com novo modelo de joystick, com sensor Bluetooth (Foto: Bruno Araujo/G1)Xbox One S também virá com novo modelo de joystick, com sensor Bluetooth (Foto: Bruno Araujo/G1)

Novo controle
O videogame também vem com um novo joystick na cor branca e acabamento diferente em dois pontos: na frente, o botão com o símbolo do Xbox agora fica junto da peça frontal, eliminando um vão que acumulava sujeira; atrás, o controle ganha uma textura, ou “grip”, que ajuda a evitar que ele escorregue nas mãos após várias horas de jogo. A Microsoft diz que essa segunda mudança foi motivada pelo retorno positivo à empunhadura emborrachada do controle Xbox Elite.

Detalhe da textura na parte de trás do novo controle do Xbox One (Foto: Bruno Araujo/G1)Detalhe da textura na parte de trás do novo controle do Xbox One (Foto: Bruno Araujo/G1)

O joystick tem até o dobro de alcance sem fio, segundo a Microsoft, e um sensor Bluetooth, o que permite que ele seja usado em dispositivos compatíveis com a tecnologia – PCs e celulares, por exemplo. O novo controle também será vendido separadamente e é o modelo padrão do programa de personalização Xbox Design Lab (leia mais abaixo).

Detalhe da diferença de tamanho entre o Xbox One S e o Xbox One original (Foto: Bruno Araujo/G1)Detalhe da diferença de tamanho entre o Xbox One S e o Xbox One original (Foto: Bruno Araujo/G1)

Mais enxuto
Além de ter uma carcaça menor, o Xbox One S vem com fonte de energia interna, eliminando o trambolho da equação. O novo modelo também moveu uma das portas USB da lateral para a frente do videogame e removeu a entrada exclusiva para Kinect. O Xbox One S continua compatível com o sensor de movimentos, mas agora será preciso usar um adaptador para conectá-lo.

O começo do 4K
O Xbox One S ainda não consegue rodar games na resolução nativa 4K – essa é a principal característica do Project Scorpio. Mas o modelo já será compatível com a reprodução de vídeos em 4K, por streaming (Netflix, por exemplo) ou via discos Blu-ray. Vale lembrar que é preciso de um televisor 4K para visualizar a resolução também conhecida como Ultra HD.

Mesmo assim, os games de Xbox One tendem a ficar mais bonitos no novo videogame. Isso porque ele vem com o recurso HDR (high dynamic range), típico de câmeras fotográficas. A tecnologia combina versões com exposições diferentes da mesma imagem para criar um nível maior de constraste e, assim, reproduzir mais detalhes. Porém, será preciso que o game seja compatível com o HDR para se notar as melhorias.

Xbox Design Lab permitirá que jogadores personalizem seus controles com várias cores (Foto: Bruno Araujo/G1)Xbox Design Lab permitirá que jogadores personalizem seus controles com várias cores (Foto: Bruno Araujo/G1)

Faça você mesmo
Durante a E3 2016, a Microsoft também apresentou o Xbox Design Lab, um site que vende controles personalizados de Xbox One. Os jogadores acessam a página (clique aqui) e podem criar seus próprios joysticks, alterando as cores dos botões ABXY, dos gatilhos, direcionais e das peças frontal e traseira.

Cada controle criado via Design Lab custa US$ 80 – o preço de um joystick convencional é US$ 60. Também é possível adicionar uma mensagem gravada a laser por US$ 10 adicionais.

Os primeiros joysticks criados no Design Lab começam a ser enviados a partir de setembro. A princípio, o programa estará disponível nos Estados Unidos, Canadá e Porto Rico. Outros países devem se juntar à lista em 2017. Nada sobre Brasil foi anunciado pela Microsoft.

G1